Províncias

Tyamena com nova escola edificada com apoio japonês

Arão Marins | Lubango

A localidade de Tyamena, arredores da cidade do Lubango, vai dispor, dentro de 90 dias, de uma escola do ensino primário, com capacidade para 400 alunos, construída no âmbito da cooperação entre Angola e Japão.

Lançada primeira pedra para a construção da futura escola primária da Tundavala
Fotografia: Marcelo Manuel

A localidade de Tyamena, arredores da cidade do Lubango, vai dispor, dentro de 90 dias, de uma escola do ensino primário, com capacidade para 400 alunos, construída no âmbito da cooperação entre Angola e Japão.
O director da pequena escola primária da Tyamena disse que o novo estabelecimento vai contribuir para que o processo de ensino e aprendizagem seja feito em melhores condições.
 A escola de Tyamena tem duas salas para 236 alunos, da iniciação a 6ª Classe, distribuídos por dois turnos.
O novo estabelecimento, com três salas, destina-se a 300 crianças que têm aulas numa capela.
A coordenadora do Programa de Assistência a Projectos Comunitários da Embaixada do Japão em Angola que colocou a primeira pedra do edifício.
Recordou que a construção da escola faz parte de um acordo estabelecido entre a representação diplomática e o governo da província. Neusa Suka enalteceu o esforço do Executivo para a melhoria das condições básicas da população, com a construção de infra-estruturas sociais.
O mesmo acordo prevê a construção de mais escolas e postos de saúde noutros pontos da província.
A embaixada, assegurou Neusa Suka, coopera com o Executivo na área da educação, quer na construção de escolas, quer na formação de professores do ensino primário, secundário do I e II Ciclos e superior.
O Governo japonês, referiu, está aberto a cooperar com as autoridades da Huíla nos sectores da educação, saúde, agricultura e formação técnica.
O vice-governador da Huíla, para o sector político e social, José Nataniel, agradeceu a disponibilidade das autoridades japonesas em colaborarem na criação de infra-estruturas escolares.
O Governo do Japão contribui, para a construção da escola de Tyamena, com cem mil dólares.

Tempo

Multimédia