Províncias

Universitários atacam problemas sociais

André Amaro | Lubango

Estudantes universitários da VI Região Académica no sul de país manifestaram a intenção de colaborar com as autoridades governamentais no processo de desenvolvimento e na resolução dos problemas socioeconómicos das populações.

Associação vai em breve realizar uma campanha de recolha de alimentos para as vítimas da seca
Fotografia: Jornal de Angola |

A intenção foi anunciada no sábado pelo presidente do Conselho Provincial da Juventude na Huíla, Joaquim Tyova, durante a realização da primeira assembleia constituinte da Associação de Estudantes da Universidade Mandume Ya Ndemufayo.
Na assembleia, em que participaram delegados das unidades orgânicas das províncias de Namibe, Cunene e Kuando-Kubango, Joaquim Tyova garantiu que pretendem, com a constituição desta associação, trabalhar junto do Governo Provincial na melhoria da qualidade do ensino superior na província.
O dirigente juvenil sublinhou que a instituição vai congregar estudantes de diversas unidades orgânicas, para que possam participar na concretização dos desafios de combate à pobreza, analfabetismo, sinistralidade rodoviária e outros problemas sociais.
Nesta perspectiva, adiantou que vão, nos próximos dias, realizar uma campanha de recolha de alimentos destinados a apoiar as populações afectadas pela seca na província do Cunene e Huíla.
O director provincial da Juventude e Desporto na Huíla, Francisco Barros, disse, na abertura da cerimónia, que a realização desta assembleia marca de forma indelével a constituição e fortalecimento da Associação dos Estudantes universitários.
Francisco Barros assegurou que é através destas associações que os estudantes vão poder discutir os seus direitos e deveres, assim como traçar estratégias para a concretização da formação académica e poderem servir o desenvolvimento social, económico e cultural do país.
O Governo da Huíla tem dado, no seu programa, abertura à inclusão de debates com os jovens universitários sobre os problemas da juventude em geral e dos universitários em particular, frisou o director da Juventude e Desporto, salientando que o grande desafio que a juventude universitária tem pela frente é a luta contra a pobreza, analfabetismo, sinistralidade rodoviária, drogas e outros males que enfrentam a sociedade.
Os participantes na primeira assembleia constituinte da Associação de Estudantes da Universidade Mandume Ya Ndemofayo aprovaram os estatutos e regulamento de funcionamento da instituição.

Tempo

Multimédia