Províncias

Vendedores informais do Tchioco foram transferidos para o Mutundo

André Amaro|Lubango

A nova centralidade do Mutundo tem um amplo e moderno mercado que vai acolher, ainda este mês, 5.700 vendedores do mercado informal do Tchioco, o maior da cidade do Lubango.

Responsável do mercado do Mutundo
Fotografia: Arimateia Baptista|Lubango

A nova centralidade do Mutundo tem um amplo e moderno mercado que vai acolher, ainda este mês, 5.700 vendedores do mercado informal do Tchioco, o maior da cidade do Lubango.
O responsável do novo mercado do Mutundo, José Maria, disse que as condições estão criadas para que os comerciantes comecem a vender os seus produtos em boas condições. A administração do mercado já distribuiu três mil lugares aos vendedores.
José Maria assegurou que os restantes vendedores estão a ser instalados no exterior do mercado, onde têm o apoio de contentores para armazenamento de mercadorias.  O mercado do Mutundo tem no interior sete armazéns, 21 lojas, duas agências bancárias, dois restaurantes, matadouro, quatro câmaras de frio, congelação e conservação de alimentos e instalações sanitárias.
Possui ainda fontanários, um gerador de 400 kva, parque de estacionamento para 100 viaturas, iluminação pública, acessos para veículos pesados e ligeiros. José Maria acrescentou que o Banco de Poupança e Crédito, um restaurante e algumas lojas já estão a funcionar. Os lojistas vão pagar 30 mil kwanzas por mês, mas os vendedores das bancadas pagam apenas mil kwanzas.
Os vendedores transferidos para o novo mercado do Mutundo, na cidade do Lubango, estão satisfeitos com as condições de segurança, sanitárias e outros serviços de apoio.
Margarida Essocó considerou as novas instalações boas e apropriadas para desenvolver a sua actividade: “aqui estamos melhor que no Chioco, porque não há lixo, vendemos os produtos num lugar coberto, protegido do sol, cada um tem direito a uma bancada e um espaço para guardar os produtos durante a noite”.
Margarida Essocó, que manifestou o desejo de começar a explorar o espaço rapidamente, disse que o novo mercado oferece muitas vantagens na medida em que há bancos, transportes e outros serviços.
José Guerra, comerciante que tem o seu espaço reservado no novo mercado, felicitou o Governo Provincial pela construção do estrutura, uma vez que vai permitir a organização dos vendedores.

Tempo

Multimédia