Províncias

Violência contra as crianças leva à abertura de inquérito

Domingos Mucuta| Lubango

Conhecer os índices de violência contra a criança na Huíla é o principal objectivo do inquérito do Instituto Nacional da Criança que se realiza a partir da primeira quinzena de Setembro, anunciou o seu responsável.

Abel Chico, que falava na cerimónia de felicitações das crianças ao Presidente José Eduardo dos Santos pelo seu 71º aniversário, disse que o inquérito é realizado em parceria com o Fundo das Nações Unidas para Infância e com a direcção provincial da Administração Publica, Trabalho e Segurança Social.
O inquérito, afirmou, vai fornecer dados concretos sobre o grau de violência contra a criança nas famílias e permitir a definição de um plano de intervenção eficaz no combate a todas as práticas de agressões e de exploração do trabalho infantil.
O inquérito é realizado nos bairros, fazendas e mercado informais, empresas e centros comerciais do Lubango, Matala, Caconda e Quilengues,  A seca, referiu, provocou o êxodo rural de crianças e adolescentes para as cidades, sobretudo para o Lubango, onde procuram melhores condições de vida.
Abel Chico lamentou que isso seja aproveitado por muitos adultos para que submetem as crianças a trabalhos impróprios para as idades que têm. O director província do INAC disse que no primeiro trimestre deste ano mais de uma dúzia de adultos na Huíla foi presente a tribunal por violência contra crianças.

Tempo

Multimédia