Províncias

Zonas ribeirinhas na Chibia aliviam a ausência de chuva

Domingos Mucuta | Lubango

Os camponeses da Chibia, província da Huíla, estão a aproveitar o potencial hídrico dos rios para o cultivo, como alternativa à falta de chuvas na região, revelou terça-feira a administradora, Otília Noloti.

O potencial hídrico da região está a ser aproveitado para o cutivo de vários produtos
Fotografia: Jornal de Angola

A responsável sublinhou que os camponeses são apoiados com tractores, alfaias agrícolas, sementes e fertilizantes, que utilizam no cultivo de produtos agrícolas diversos nas zonas baixas.
“O município conta com vários rios e lagoas com caudal permanente que devem ser bem aproveitados com a ajuda de motobombas e sistemas de regadio”, disse Otília Noloti, acrescentando que a administração da Chibia recebeu recentemente dez toneladas de milho da Direcção Nacional de Atendimento às Calamidades, para distribuir às zonas mais críticas. Revelou que na Chibia a seca afecta directamente perto de 700 famílias, sobretudo nas comunas da Cahita e Capunda Kavilopungo, onde residem alguns grupos da comunidade khoisan.
A vice-governadora da Huíla, Maria João Tchipalavela, reconheceu, num encontro de balanço da intervenção nos municípios da Chibia, Gambos, Humpata e Lubango, que as famílias afectadas pela seca necessitam do apoio das estruturas do Executivo, do Governo Provincial, empresas, igrejas e todas as pessoas de bem.

Tempo

Multimédia