Províncias

Huíla quer criar centro para toxicodependentes

A criação de um centro de recuperação para toxicodependentes constitui premissa para a redução do elevado número de dependentes de drogas, considerou sexta-feira, na cidade do Lubango, o coordenador do Comité Interministerial de Luta contra as Drogas na Huíla, Joaquim Barbante Tyova.

O consumo de drogas é um mal que é combatido em todo o território nacional
Fotografia: Jornal de Angola

A criação de um centro de recuperação para toxicodependentes constitui premissa para a redução do elevado número de dependentes de drogas, considerou sexta-feira, na cidade do Lubango, o coordenador do Comité Interministerial de Luta contra as Drogas na Huíla, Joaquim Barbante Tyova.
Falando no encerramento do colóquio sobre “Drogas e o papel da sociedade na prevenção da sinistralidade rodoviária”, no âmbito do Dia Internacional da Luta contra as Drogas, ontem assinalado, Joaquim Tyova disse que a criação deste centro vai permitir que as pessoas estejam reabilitadas do vício que carregam.
O coordenador referiu que a maior parte dos casos de criminalidade, predominantemente homicídios voluntários, violações, violência doméstica e fuga à paternidade, tem como causa o excessivo consumo de álcool e de outras drogas pesadas.
Segundo o activista, os membros do Comité de Luta contra as Drogas têm estado a trabalhar afincadamente no sentido de combater o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e de estupefaciente nos jovens e em particular em crianças que se ligaram às más companhias e se viciaram.
Durante o encontro, os participantes trataram de temas sobre “Intervenção da brigada de prevenção da sinistralidade rodoviária”, “Consumo de drogas e as suas consequências” e “O alcoolismo e acidente no trânsito”.

Tempo

Multimédia