Províncias

Impacto ambiental está em estudo no Cunene

Domingos Calucipa | Ondjiva

 A Direcção Provincial do Cunene do Ordenamento do Território, Urbanismo e Ambiente apresentou, na terça-feira, em Ondjiva, um estudo sobre o impacto ambiental e estratégico nas reservas fundiárias dedicadas ao programa de urbanismo e habitação.

 A Direcção Provincial do Cunene do Ordenamento do Território, Urbanismo e Ambiente apresentou, na terça-feira, em Ondjiva, um estudo sobre o impacto ambiental e estratégico nas reservas fundiárias dedicadas ao programa de urbanismo e habitação.
O acto visou, igualmente, a recolha de contribuições para o melhoramento do plano urbanístico provincial. 
Inserido no âmbito da realização da consulta pública de avaliações ambientais estratégicas às reservas fundiárias do Estado, abrangidas pelo Programa Nacional do Urbanismo de construção de um milhão de fogos, o acto foi dirigido a administradores municipais, responsáveis de diferentes sectores, funcionários públicos e cidadãos interessados.
Suzana Parinha, consultora da Ecovisão, empresa contratada para efectuar a consultoria do programa de urbanização e habitação na província do Cunene, disse que as áreas reservadas para projectos habitacionais devem ser suficientemente estudadas e projectadas dada a especificidade da província.
A consultora referiu que o levantamento preliminar do número de habitantes é importante para a concepção de projectos habitacionais.
O estudo verificou certas lacunas na planta geral da reserva fundiária do Ekuma 1, na cidade de Ondjiva, afirmou, sublinhando que no projecto não vem especificado o tipo de infra-estruturas que vão ocupar os espaços verdes, o modo de funcionamento do sistema de saneamento básico e a drenagem das águas pluviais e residuais.
Há também a necessidade, disse, de se clarificarem os níveis das escolas a serem construídas no local.  Suzana Parinha fez igualmente uma avaliação das reservas fundiárias dos municípios de Namacunde, de Xangongo e de Cahama.   
O vice-governador para a Organização e Serviços Técnicos do Cunene declarou que os estudos sobre o impacto ambiental para a província são muito importantes, tendo em conta as especificidades climatéricas da região.
A província, lembrou Cristino Ndeitunga, é bastante vulnerável a inundações e secas, pelo que estudos do género são necessários para estabelecer as áreas que devem servir os projectos de realojamento. 

Tempo

Multimédia