Províncias

Instituto de Veterinária tem vacinas suficientes

Elautério Silipuleni

 O Instituto Nacional de Veterinária já tem quantidades suficientes de vacinas para dar continuidade ao processo de vacinação do gado na província do Cunene, garantiu, em Ondjiva, a directora-geral da instituição, Bernardeth Santana.

A responsável, que falava à imprensa no final de uma visita de dois dias ao Cunene, disse estarem já criadas todas as condições para que a vacinação do gado abranja todos os criadores, sem restrição.
Bernardeth Santana deu a conhecer que foram disponibilizadas para a província do Cunene mais de 200 mil novas doses, para reforçar o stock, para que a campanha de vacinação seja extensiva a toda a província, uma vez que só os municípios de Ombadja, Cuanhama e Cuvelai estavam a vacinar animais, por insuficiência de vacinas.
Acrescentou que está a ser revista a questão da desparasitação externa dos bovinos, por meio da realização de banhos contra carraças, para combater as principais doenças parasitárias. Bernardeth Santana mostrou-se preocupada com o reduzido número de técnicos na província do Cunene, que tem apenas quatro técnicos e um médico veterinário, insuficientes para cobrir a procura. Acrescentou que o sector conta também com 16 técnicos que trabalham em regime de contrato.
A vice-governadora para o sector Político, Social e Económico, Albertina Teresa José, enalteceu a chegada de novas doses de vacina, que vão permitir melhorar o estado de saúde dos animais, principal fonte de riqueza de famílias na província.
Manifestou o desejo do governo local de colaborar na formação de técnicos veterinários, adiantando que estão a trabalhar com os ministérios da Agricultura e da Educação, no sentido de encaminharem alguns estudantes do ensino médio para a província do Huambo, no sentido de serem formados na área.
A província pretende ter à disposição técnicos qualificados em todos os municípios, de forma a garantir e melhorar a assistência sanitária dos animais.

Tempo

Multimédia