Províncias

Instituto superior tem mais de mil vagas

António Capitão | Uíge

A Universidade Kimpa Vita, que engloba as províncias do Uíge e Cuanza Norte, tem disponíveis para este ano 1.110 vagas nas faculdades de Economia e Direito da Escola Superior Politécnica, para as quais estão a concorrer milhares de jovens.

Processo de inscrição está a ser feito de forma informatizada para garantir maior celeridade
Fotografia: António Capitão | Uíge

A Faculdade de Direito registou a maior procura para os 240 lugares disponíveis nos períodos diurno e pós-laboral, segundo o seu vice-coordenador para a área académica, Higino Gonçalves.”Dos 240 lugares, 150 vagas foram atribuídas à cidade do Uíge, cinco a cada um dos restantes municípios e 15 à província do Cuanza Norte.”
 No processo de inscrição dos candidatos estão a usar-se métodos que permitem apurar e admitir estudantes com perfil académico aceitável, acrescentou Higino Gonçalves. “A nossa missão é formar quadros de qualidade  que possam competir em pé de igualdade com os juristas formados noutras instituições similares e que sejam capazes de prestar serviços com competência e qualidade.”
Teresa Paulo, do departamento académico da Faculdade de Direito, referiu que devido à falta de salas de aulas houve uma redução de vagas em relação ao ano passado, quando a instituição ofereceu 545 lugares. A faculdade possui seis salas de aulas, cinco das quais foram utilizadas em 2013.
“Temos apenas uma sala com capacidade para albergar 80 estudantes, mas como temos aulas de manhã, à tarde e à noite estamos em condições de receber 240 novos estudantes neste ano académico.” Em 2013 a Faculdade de Direito teve 1.070 estudantes no primeiro, segundo e terceiro anos.Na Escola Superior Politécnica do Uíge, o processo de inscrição de novos candidatos para os cursos de Contabilidade e gestão, Engenharia informática, Agronomia e Enfermagem decorre normalmente e a direcção da instituição prepara-se para alistar os candidatos que cumprirem com os requisitos.

Processo de inscrição


A directora-geral da escola, Maria de Fátima, explicou que foi duplicado o número de funcionários para facilitar o processo de inscrição que está a ser feito de forma informatizado para garantir maior celeridade, sendo em média atendidos seis candidatos em três minutos.
Maria de Fátima adiantou que estão disponíveis 570 vagas, sendo 200 para o curso de Contabilidade e gestão, 200 para Engenharia informática, 100 para Enfermagem e 70 para Agronomia. Este número vai juntar-se aos actuais 2.102 estudantes.  “As inscrições terminam na próxima semana e estamos a fazer um grande esforço para podermos inscrever o maior número de estudantes e garantir que mais jovens tenham direito a formação superior”, sublinhou a responsável da Escola Superior Politécnica da Universidade Kimpa Vita.
Entretanto decorrem os trâmites legais junto do Ministério do Ensino Superior para a introdução, no próximo ano lectivo, dos cursos de Engenharia mecânica, Engenharia eléctrica, Engenharia Hidráulica e Turismo.
“Este ano estamos a preparar as condições, como salas de aulas e docentes para assegurarem o processo de ensino, investigação e aprendizagem dos novos cursos”, referiu Maria de Fátima.
Na Faculdade de Economia estão disponíveis neste ano 300 vagas, segundo o seu coordenador-adjunto para a área académica, Lutonádio Daniel.

Tempo

Multimédia