Províncias

Jardins da cidade do Lubango beneficiam de intervenção

Domingos Mucuta | Lubango

O jardim do centro da cidade do Lubango, localizado junto à Sé Catedral, actualmente transformado num mercado aberto, onde são realizados vários tipos de negócios, vai beneficiar de obras de requalificação, garantiu ontem o administrador municipal.

Espaços verdes vão ser melhorados em breve
Fotografia: Arimateia Baptista

Francisco Barros disse que com as obras de requalificação pretende-se devolver a beleza estrutural do espaço público e resgatar a hegemonia de “Cidade Jardim de Angola”.
O administrador do Lubango informou que o processo de entrega de propostas do projecto de restauração, cuja aprovação e execução depende da disponibilidade financeira, está aberto e as empreiteiras podem dirigir-se ao gabinete do Governo Provincial para os devidos efeitos.
“A recuperação dos jardins já começou, mas a reabilitação mais profunda precisa de alguns acertos”, disse o administrador, para quem existem já estudos em curso para a total requalificação.
Francisco Barros disse que há um grande interesse do Governo da província em ver a cidade melhorada, com espaços de lazer mais acolhedores e que proporcionem aos cidadãos momentos de repouso e distracção.
Os jardins da cidade, referiu, fazem parte do cartão postal da província e têm um enquadramento histórico para os habitantes e visitantes das terras altas da Huíla, daí ter apelado à população a envidar esforços no sentido de preservar o bem público para que o Lubango seja uma cidade cada vez mais bem apresentada. Francisco Barros prometeu trabalhar em acções de sensibilização para evitar que os munícipes que usam os espaços da cidade o danifiquem.
Outro espaço que pode voltar aos tempos áureos, de acordo com o administrador municipal, é o complexo da Nossa Senhora do Monte que está a beneficiar de obras de requalificação de forma faseada. 
Em relação ao processo de recolha de lixo, o responsável considerou que houve melhoria nos últimos dias, mas reconheceu que ainda há muito por se fazer, tendo em conta que se  registam atrasos no pagamento das operadoras de resíduos sólidos.

Tempo

Multimédia