Províncias

Jovens recebem casas sociais

Estanislau Costa | Chibia

O Governo Provincial da Huíla entregou no final de semana aos jovens que asseguram o funcionamento dos serviços públicos e privados da vila da Chibia 40 casas do tipo T 3.

As primeiras casas para os jovens da Chibia foram entregues pelo governador provincial
Fotografia: Estanislau Costa | Chibia

O governador provincial João Tyipinge,  que falava durante  o acto que marcou o 88º aniversário da Vila da Chibia, disse que os primeiros beneficiários já não têm razões para lamentar a falta de casas ou regressar à cidade do Lubango depois do cumprimento da actividade laboral.
“Acabam  as preocupações com a falta de moradias para acomodar as famílias e a prioridade neste momento deve estar centrada na melhoria cada vez mais da prestação de serviço público, tornar eficiente e com qualidade a  solução das situações apresentadas pelos cidadãos”.
Apesar da crise provocada pela queda do preço do petróleo, disse João Tyipinge, o Governo continua a materializar projectos que visam solucionar os problemas das populações, construindo várias infra-estruturas de impacto socioeconómico nas zonas urbanas e rurais.
O Programa de Fomento Habitacional implementado pelo Executivo contempla para cada um dos 14 municípios da província da Huíla 200 casas do tipo T2 e T3, das quais 40 já estão prontas para serem habitadas, esclareceu João Tyipinge.
As moradias e outros imóveis entregues  na Chibia, disse João Tyipinge,  representam um dos ganhos dos 40 anos de independência e devem motivar os beneficiários a cuidar do património colocado à disposição. 
A administradora municipal da Chibia, Otília Noloti Vianney, explicou que as casas custaram 200 milhões de kwanzas e representam uma mais-valia, por ser uma das vias para cativar mais quadros, materializar o crescimento da região e mudar a imagem da vila.
Otília Noloti Vianney destacou os avanços da circunscrição nos últimos 40 anos, reafirmando que no 88º aniversário da elevação da Chibia à categoria de vila, assinalado no passado dia 31, novas escolas, hospitais, estradas primárias de secundárias, bem com sistemas de energia e água estão à disposição  dos habitantes.
 
Satisfação dos jovens
 
Os jovens contemplados com as  moradias, satisfeitos com o gesto, encorajaram o Governo a prosseguir  o programa que visa a melhoria e aumento da oferta de serviços sociais básicos à população. José Capole, com esposa e três filhos, disse ser um homem feliz por juntar-se finalmente à família. “Ficava um semana sem vê-los, porque as despesas de transporte eram onerosas. Tinha de fazer muitas poupanças para garantir o sustento dos filhos”.
A jovem Iracelma Bastos considera ser necessário atingir as 200 casas previstas para cada município, porque a criação de condições de acomodação “é fundamental” para atrair mais quadros para o interior.
 “A questão das assimetrias pode ser rapidamente ultrapassada, quando haver condições básicas em cada localidade do nosso país”, disse Iracelma Bastos, para reconhecer as acções já efectuadas até ao momento, que permitiram dar mais vida aos municípios.
O município da Chibia é o terceiro mais populoso da Huíla com 181.431 habitantes, a seguir ao Lubango e à Matala.

Tempo

Multimédia