Províncias

Administração dá a conhecer projectos

 O Plano de Desenvolvimento do município do Cuchi, no Cuando Cubango, encontra-se na sua fase inicial, com a recolha de dados essenciais para a sua execução, informou a administradora da circunscrição. 

Jovens do município têm a possibilidade de encontrar o primeiro emprego nos projectos anunciados
Fotografia: Filipe Botelho|Edições Novembro

Verónica Mutango Adolfo, que fazia a apresentação do referido plano aos jovens da JMPLA, esclareceu que tal plano se encontra na fase de elaboração sob coordenação do Fundo de Apoio Social (FAS), uma acção financiada pelo Banco Mundial, a exemplo de outros municípios.
O trabalho está na sua fase inicial, com a recolha de dados para a elaboração do perfil que será a base para elaboração do Plano de Desenvolvimento do Cuchi.
“Colaboram neste plano três jovens funcionários da Administração Municipal do Cuchi, formados para o efeito pelo Fundo de Apoio Social e, neste momento, têm-se deslocado à comuna para fazer o levantamento de dados que são necessários para servir de base ao plano”, informou.
Para este ano 2017, prosseguiu, o Cuchi conta com o plano de acção municipal 2017/2018, bem como a projecção do programa de investimentos públicos, previsto para o período 2017-2021.
A nível do município, destaca-se igualmente três grandes projectos em fase de implementação, concretamente o da Companhia Siderúrgico do Cuchi, a cargo da empresa Modulax, para a produção do ferro gusa, cuja sede está em construção na vila do Cuchi, pela empresa LM Grupo.
“Neste momento, os trabalhos decorrem para a construção da base de vila, infra-estruturas que vão acomodar os engenheiros que intervir na produçã. Verifica-se um interregno para passar à nova fase, que é o funcionamento do forno escola”, elucidou.
A administradora municipal do Cuchi esclareceu que o arranque dos trabalhos das 50 fazendas está condicionado ao início da segunda fase do projecto siderúrgico, que vai  contemplar a transformação do ferro gusa com a desmatação de parcelas para o aproveitamento do referido carvão.
Segundo a responsável, tais projectos vão dar um novo impulso ao desenvolvimento do município do Cuchi, através da criação de novos postos de trabalho para os jovens locais e não só.
Verónica Mutango Adolfo manifestou-se satisfeita com o início dos estudos, em Março deste ano, para a construção de uma mini-hídrica nas grandes quedas, localizadas no município, uma acção  que vai resolver, em grande medida, a questão de escassez no abastecimento de água potável e energia eléctrica à população local.

Tempo

Multimédia