Províncias

AJAPRAZ doa bicicletas ao Conselho da Juventude

Nicolau Vasco |Menongue

A Associação dos Jovens Angolanos Provenientes da República da Zâmbia (AJAPRAZ) doou quinta-feira na cidade de Menongue, Kuando-Kubango, ao Conselho Provincial da Juventude (CPJ), bens industriais, dos quais dez computadores e quatro motorizadas.

A Associação dos Jovens Angolanos provenientes da Zâmbia doa bens aos necessitados
Fotografia: Arimateia Baptistas|Lubango

A Associação dos Jovens Angolanos Provenientes da República da Zâmbia (AJAPRAZ) doou quinta-feira na cidade de Menongue, Kuando-Kubango, ao Conselho Provincial da Juventude (CPJ), bens industriais, dos quais dez computadores e quatro motorizadas.
A AJAPRAZ doou ainda ao Conselho quatro aparelhos de som, duas parabólicas e três televisores. No centro de Kavikiviki, 58 deficientes e mutilados de guerra foram contemplados com 16 cadeiras de rodas, dez balões de roupas usadas, seis atados de cobertores e 20 caixas de sabão.
Receberam igualmente 15 caixas de óleo alimentar, 50 sacos de arroz e diversos utensílios de cozinha.
Bento Raimundo, presidente da Associação, garantiu que a sua organização brevemente vai distribuir aos jovens seis mil computadores que se encontram nos seus armazéns em Luanda.  A presidente do CPJ no Kuando-Kubango, Carla Cativa, sublinhou que a sua organização trabalha actualmente em condições precárias e que os meios recebidos vão suprir algumas dificuldades que a organização juvenil enfrenta no desenvolvimento das suas actividades.
Na oportunidade, a directora provincial do Ministério de Assistência e Reinserção Social (MINARS), Modesta Ngueve, agradeceu a ajuda prestada aos deficientes físicos da província.
Questionada sobre as condições de acomodação dos mesmos em tendas, a directora do MINARS disse que os 58 deficientes físicos e mutilados de guerra vão ser transferidos brevemente para outro lugar, onde a sua instituição está a construir 20 moradias, que são concluídas dentro de dois meses.
Virgílio Cassanga, deficiente dos membros inferiores, afirmou ao “Jornal de Angola” que a cadeira de rodas acabada de receber vai facilitar a sua locomoção, sobretudo para o centro pré-universitário (PUNIV), onde é estudante.

Tempo

Multimédia