Províncias

Assistência à população foi reforçada

Carlos Paulino | Menongue

Na província do Kuando-Kubango foram instalados, após a proclamação da Independência Nacional, seis hospitais, dez centros médicos e 70 postos de saúde, onde trabalham 38 médicos e 1.345 enfermeiros, disse o director provincial da Saúde.

Fernando Cassanga elogiou o programa de municipalização dos serviços de Saúde por impedir que haja falta de medicamentos nas unidades sanitárias.
Apesar dos avanços registados, Fernando Cassanga referiu que continuam a faltar unidades sanitárias devidamente apetrechadas com meios tecnológicos de última geração para dar resposta à quantidade de casos das doenças mais frequentes na província, entre as quais se salientam as respiratórias, diarreicas agudas e malária.

Tempo

Multimédia