Províncias

Aulas de alfabetização regista bons resultados

Weza Pascoal | Menongue

Um grupo de 5.293 cidadãos, dos quais 2.462 do sexo feminino, do município de Menongue, província do Cuando Cubango, com idades entre os 12 e os 40 anos, terminaram com aproveitamento as aulas de alfabetização e aceleração escolar.

Muitas mulheres querem aprender a escrever
Fotografia: www.jaimagens.com

O chefe da Secção de Alfabetização e Ensino de Adultos, Agostinho Tololi, disse que dos 5.293 alunos matriculados, 3.712 frequentaram todos os módulos até  à 9ª classe.
Agostinho Tololi informou que em 2012 na província foram alfabetizados 46.442 cidadãos que aprenderam a ler e a escrever.
Na província do Cuando Cubango, o Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar é assegurado por 400 alfabetizadores, distribuídos em todos os municípios, sobretudo no interior da província, onde há ainda um número elevado de cidadãos interessados em aprender a ler e escrever, na sua maioria do sexo feminino.
Nos últimos anos, disse o chefe da Secção de Alfabetização e Ensino de Adultos, regista-se um aumento importante de pessoas que demonstram interesse em aprender a ler e escrever, oportunidade que não tinham antes devido à guerra imposta ao país. A falta de transporte é uma das principais dificuldades com que se debate o chefe da Secção de Alfabetização e Ensino de Adultos para a expansão do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar nas zonas mais recônditas da província.
Muitas aulas são ministradas nas varandas das casas, debaixo das árvores e em capelas de igrejas. O objectivo do programa de alfabetização e aceleração escolar, que conta com o apoio do Ministério da Educação, é de erradicar o analfabetismo a nível da província até 2017.

Tempo

Multimédia