Províncias

Aumentam casos de doenças na província

O chefe de secção dos cuidados primários da Repartição de Saúde Pública de Menongue, afirmou que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas “contribui significativamente” para o aumento do número de doentes mentais.

As perturbações mentais surgem muitas das vezes quando não se atinge os objectivos
Fotografia: Felipe Eduardo


Daniel Nazaré referiu também como causas do aumento do número de doentes mentais a ânsia por melhores condições de vida e a pressa em resolver problemas pessoais e familiares
A doença, declarou, atinge principalmente as pessoas entre os 15 e os 35 anos e isso deve-se por ser naquela faixa que se é mais activo e propenso ao consumo excessivo de álcool e de drogas e em muitos casos haver o desejo de “vencer na vida a qualquer custo”.
As perturbações mentais, disse, surgem muitas vezes quando as pessoas percebem que os objectivos e metas que definiram não foram atingidos.
Daniel Nazaré lamentou que o Cuando Cubango não tenha nenhuma unidade sanitária especializada, o que dificulta o tratamento destes doentes.
As autoridades de saúde, prosseguiu, encaminham doentes mentais para os hospitais e centros médicos normais, onde muitas vezes lhes é sugerido acompanhamento psicológico.
A construção de uma unidade especializada no tratamento de doentes mentais, sublinhou, pode ajudar a diminuir o número de doentes mentais no Cuando Cubango. Daniel Nazaré também lamentou que haja quem recorra ao tratamento tradicional em vez do convencional, o que pode agravar o estado da enfermidade.

Tempo

Multimédia