Províncias

Casos da doença tendem a diminuir no Kuando-Kubango

Carlos Paulino | Menongue

As autoridades sanitárias da província do Kuando-Kubango registaram, durante o primeiro trimestre, três mortes em 51casos de tuberculose.

As autoridades sanitárias da província do Kuando-Kubango registaram, durante o primeiro trimestre, três mortes em 51casos de tuberculose. O director do Hospital Sanatório de Menongue, Alberto Funvo, que prestou a informação, acrescentou que, no mesmo período do ano passado, havia 62 casos, que resultaram em dois óbitos.
A redução dos casos de tuberculose deve-se, entre outros aspectos, ao facto de a província estar a registar um desenvolvimento socioeconómico acelerado, que está a contribuir para a melhoria das condições de vida das populações, disse o director.
As famílias fazem hoje, na sua maioria, três refeições diárias, que evitam a infecção da tuberculose, situação que não acontecia antes.
O hospital sanatório recebe entre 20 e 30 pacientes por dia, oriundos dos nove municípios que compõem a província.“Dos 20 a 30 pacientes que acorrem por dia ao Hospital, apenas um ou dois casos chegam a internar, devido à falta de espaço”, referiu, para acrescentar que muitos pacientes com esta enfermidade e outras menos graves recebem tratamento ambulatório.
O hospital sanatório notificou também no primeiro trimestre 24 pacientes infectados com lepra, contra os 19 do ano passado, disse Alberto Funvo. A falta de ambulância foi apontada como um dos principais problemas que o hospital sanatório enfrenta.O hospital sanatório de Menongue, com capacidade de internar 30 pessoas, é assegurado por dois médicos, sendo um coreano e 38 enfermeiros.

Tempo

Multimédia