Províncias

Casos de hipertensão arterial estão a preocupar os médicos

Weza Pascoal | Menongue

Um total de 462 novos casos de tuberculose, 46 dos quais resultaram em morte no Hospital Sanatório de Menongue, foram registados na província do Cuando Cuabango, entre os meses de Janeiro e Novembro, informou ontem o director da unidade sanitária.

Um novo hospital para os tuberculosos está a ser construído numa zona isolada na comuna do Missongue pelo Governo Provincial
Fotografia: Paulo Mulaza

Alberto Funvo esclareceu ao Jornal de Angola que, no período em referência, 76 pessoas ficaram livres da doença, graças ao empenho pessoal dos pacientes que ao fim de pouco mais de um ano não desistiram da medicação.
Em 2014, ocorreram 702 casos de tuberculose na província que vitimou 31 pacientes e 102 outros viram-se livres da patologia, que ataca fundamentalmente o sistema respiratório.  O director do Hospital Sanatório explicou que as mortes ocorrem sobretudo em  pacientes que abandonam a terapia dos tuberculostáticos durante algum tempo e disse que só regressam as consultas quando se sentem apertado, mas muitas vezes não são bem sucedidos e acabam por morrer.
Actualmente, o hospital funciona em dois edifícios, localizados no pátio da Administração Municipal de Menongue, com capacidade para apenas  20 doentes internados, motivo pelo qual os pacientes cujo quadro clínico não é muito crítico são mandados para casa e recebam o tratamento em regime ambulatório, informou Alberto Funvo, que esclareceu que os municípios de Menongue e do Cuíto Cuanavale são os que mais casos de tuberculose registam na província. Em termos de medicamentos, o director do hospital  disse que a unidade dispões de fármacos suficiente para atender aos doentes internos e os que procuraram pelos serviços sanitários.
“O hospital está bem servido em termos de fármacos. Além disso, os doentes acamados têm ainda direito a três refeições diárias, ricas em proteínas, carbohidratos para a sua rápida recuperação”, disse.Tendo em atenção o risco iminente do contágio da doença, o Governo da província está a construir uma nova unidade para os tuberculosos, numa zona isolada, na comuna do Missombo, a 18 quilómetros da cidade de Menongue. A obra fica concluído em 2016.

Tempo

Multimédia