Províncias

Cerca de dois mil alunos deixam de estudar debaixo de árvores

Nicolau Vasco| Menongue

Mais de 1700 alunos,na sede municipal do Cuangar, província do Cuando Cubango, deixaram de estudar, neste ano lectivo, em capelas e debaixo de árvores, com a inauguração de um complexo escolar do I e II ciclos do ensino secundário, com 14 salas de aula devidamente apetrechadas.

 

Complexo escolar de Cuangar alberga milhares de alunos do I e II ciclos do ensino secundário
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

Orçado em  148 milhões de kwanzas, o estabelecimento foi inaugurado, quarta-feira, pelo governador provincial,Pedro Mutindi. O director em exercício da Educação local, Manuel Tchivindica,disse que, até então,  a localidade tinha apenas uma escola de construção definitiva  com  quatro salas de aula, construída há mais de 40 anos.

“O município contava apenas com 11 escolas de pau-a-pique. Portanto, eram as alternativas para que muitas crianças não ficassem fora do ensino”, disse. />Segundo Manuel Tchivindica, os alunos  do município que transitavam para o II ciclo do ensino secundário tinham de dar continuidade dos estudos na cidade de  Menongue ou na  República da Namíbia,por falta de escola para este nível na localidade. “Podemos considerar que o município deu um salto em termos  do ensino”, frisou.
O responsável informou que o sector da Educação é assegurado por 266 professores, 53 dos quais recrutados através do último concurso público.

Tempo

Multimédia