Províncias

Comunidade khoisan necessita de escola primária

A comunidade khoisan, instalada na aldeia do Mbundo, município de Menongue, província do Kuando-Kubango, precisa de uma escola do ensino primário para albergar 300 crianças matriculados neste ano lectivo.

Crianças khoisan querem escola
Fotografia: Jornal de Angola

A comunidade khoisan, instalada na aldeia do Mbundo, município de Menongue, província do Kuando-Kubango, precisa de uma escola do ensino primário para albergar 300 crianças matriculados neste ano lectivo.
Actualmente, as crianças de Mbundo estudam debaixo de árvores, solução encontrada para não ficarem fora do sistema de ensino, pois, de acordo com o António Cassanga, um dos responsáveis pela comunidade, esta população estudantil teria de caminhar uma distância de 70 quilómetros até ao Menongue para ir à escola.
Dada esta carência, António Cassanga pede a construção de uma nova escola e o envio de mais professores para melhorar o ensino na região.“Precisamos que nos mandem professores de outro nível para desenvolverem acções de actualização dos docentes locais”, pediu.
Entretanto, o governo da província está a construir oito residências sociais para as famílias khoisan, no âmbito do processo de reintegração. Os membros desta comunidade ainda vivem em casas de pau e capim, cobertas por este último e rebocadas com barro.
Depois de concluída a obra, as casas do tipo T2 vão servir apenas para uma parte das famílias locais. “O que o governo está a fazer é muito importante para nós.
Estamos alegres, mas a construção das casas tem de continuar, porque nós somos mais de 40 ”, disse António Cassanga. Na aldeia do Mbundo vivem mais de 30 famílias khoisan.

Tempo

Multimédia