Províncias

Crianças estudam ao relento

Carlos Paulino | Cuangar

Mais de cinco mil alunos da iniciação ao primeiro ciclo do ensino secundário continuam a estudar debaixo de árvores e capelas de igrejas no município do Cuangar, Cuando Cubango, devido à escassez de estabelecimentos de ensino.

Fotografia: Dr

O director municipal da Educação interino, José Tchivindica, disse que no tempo chuvoso os alunos que frequentam aulas nestes locais ficam muitos dias em casa, porque a chuva na região é, quase sempre, acompanhada de ventos fortes e descargas eléctricas.
Sem casos de incidentes, informou que as localidades com mais alunos a estudarem em locais improvisados são os bairros Novo, 17 de Setembro, Capembe e Bondo, onde além da falta de infra-estruturas escolares, as crianças e adolescentes sentam-se em pedras, latas e no chão.
Segundo José Tchivindica, para se inverter este quadro, é necessário, pelo menos, a construção de dez estabelecimentos escolares.

Tempo

Multimédia