Províncias

Crianças khoisan sem acesso ao ensino

Nicolau Vasco | Menongue

Um relatório da Direcção Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia, apresentado em Menongue, no fórum provincial do sector, informa que cerca de 43.261 crianças, das quais 1.201 da comunidade khoisan do Kuando-Kubango, não tiveram acesso ao ensino no presente ano lectivo.

As autoridades locais traçam estratégias para inserir mais crianças no sistema de ensino
Fotografia: Nicolau Vasco | Menongue

O fórum, realizado sob o lema “Aceleração dos objectivos da educação para todos, reforcemos a mobilização geral de Angola e África”, visou expandir e melhorar o cuidado da educação na instrução primária, especialmente em relação às crianças mais vulneráveis e desfavorecidas.
Durante o encontro foram debatidos temas como “Guia metodológico dos quadros de aceleração”, “Perfil de educação para todos os municípios”, “A universalização do ensino primário”, “Habilidades e preparação para a vida activa”, “Alfabetização e educação de adultos” e “Equidade de género e qualidade da educação”.
Os principais constrangimentos na primeira infância, que têm a ver com a falta de creches, jardins infantis, centros educativos comunitários e formação de mais educadores de infância a nível do Kuando-Kubango, são alguns dos temas do fórum. O vice-governador para o sector e­conómico, Ernesto Kiteculo, disse que o fórum vai permitir a aplicação de estratégias de trabalho, a melhoria dos mecanismos de gestão, a educação para todos, de forma a tornar mais profícuo o tratamento e planificação das acções que concorrem para a concretização dos o­­bjectivos do milénio.
Especialistas do Ministério da Educação, Ciência e Tecnologia, directores de escolas, membros de diferentes instituições do Estado e da sociedade civil participam no fórum.

Tempo

Multimédia