Províncias

Cuando Cubango com mais escolas

Carlos Paulino | Menongue

Nas localidades de Cilindro e Luassingua, Menongue, foram inauguradas duas escolas, cada uma com seis salas, devidamente apetrechadas, cujas obras custaram 214 milhões de kwanzas.

Momento em que era assinado o memorando para a abertura de novos cursos superiores na província do Cuando Cubango
Fotografia: Carlos Paulino | Menongue

O governador do Cuando Cubango, Higino Carneiro, que inaugurou os dois estabelecimentos, disse ter ficado satisfeito com a qualidade das obras e prometeu que até 2016 são construídas 1.700 salas de aulas que permitem que mais cerca de 13 mil crianças frequentem a escola.O director provincial da Educação, Ciências e Tecnologia, Miguel Kanhime, recordou que este ano lectivo a província teve mais 63 escolas, o que possibilitou a inserção no sistema de ensino de 16 mil crianças. Com os estabelecimentos agora inaugurados, a província passou a ter 223 escolas frequentadas por mais de 202 mil alunos da iniciação ao segundo ciclo do ensino secundário.Próximo das escolas agora inauguradas foram construídas duas casas T2 para os professores, infra-estruturas de a­poio e áreas de Lazer.

Expansão de serviços

A Escola Superior Politécnica de Menongue, afecta à Universidade Mandume-Ya-Ndemufayo, vai ministrar este ano lectivo o curso de Gestão de Turismo, depois da assinatura, sexta-feira, de um memorando entre o Ministério do Ensino Superior e o Governo Provincial do Cuando Cubango, soube o Jornal de Angola.
O novo curso da Escola Superior Politécnica de Menongue vem juntar-se aos de Enfermagem, Biologia, Matemática, Informática e de Gestão Empresarial.
A secretária de Estado do Ensino Superior para a Inovação, Augusta da Silva Martins, que assinou o memorando com o vice-governador do Cuando Cubango, Pedro Camelo, disse que a abertura do curso de Gestão de Turismo constitui uma mais-valia para a província do Cuando Cubango, pois vai impulsionar o desenvolvimento do projecto transfronteiriço de conservação ambiental Okavango/Zambeze.
Em Dezembro do próximo ano são concluídas as obras de construção do pólo universitário de Menongue, com um total de 50 salas de aulas, laboratórios, área administrativa, biblioteca e áreas de lazer, passando a incluir os cursos de Direito, Economia, Psicologia e Agronomia.
O vice-governador Pedro Camelo garantiu o apoio das autoridades para a criação de condições que permitam a abertura de mais cursos e a melhoria da qualidade do ensino superior na província do Cuando Cubango.
“Pretendemos expandir o ensino superior a todos os municípios, para permitir o seu desenvolvimento social e económico, assim como a melhoria das condições de vida das populações”, disse.

Tempo

Multimédia