Províncias

Cuando Cubango forma professores

Lourenço Bule | Menongue

A Escola de Professores do Futuro, afecta à Organização Não-Governamental Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP), vai formar no próximo ano 47 professores do ensino primário, para colmatar a carência que a província do Cuando Cubango regista.

Acção formativa termina no próximo ano
Fotografia: Domingos Cadência

Esta informação foi prestada ao Jornal de Angola na terça-feira pelo director Walter Alexandre, que acrescentou que o curso de formação de professores começou em 2013, altura em que a instituição entrou em funcionamento na província do Cuando Cubango.
“Conhecemos os problemas das escolas primárias que existem na província, sobretudo aquelas que se encontram nas zonas rurais e deste modo a ADPP quer ajudar a mudar o quadro, no sentido de consciencializar os professores de que a comunidade precisa de nós”, disse.
O ingresso no curso de formação de professores exige ao candidato ter entre 18 e 25 anos e o ensino médio concluído. Durante o primeiro semestre todos os formandos são obrigados a viajar de autocarro por quatro países à escolha de cada grupo, para colher experiências.
“A realização destas viagens tem como objectivo fundamental fazer com que os futuros professores conheçam a realidade de outros países”, frisou, acrescentando que para o efeito encontram-se neste momento fora do país 90 alunos, que durante quatro meses vão colher experiência dos países da região austral do continente africano. />Todos os formandos, após o curso, são encaminhados para o Ministério da Educação, para que esta instituição faça o devido enquadramento nas escolas que mais necessitam de docentes. A Escola de Professores do Futuro está a alfabetizar 11 mil cidadãos, com 176 alfabetizadores.
“O programa de alfabetização ou ensino de adultos comporta três módulos, no primeiro a 1ª e a 2ª Classe, módulo dois, 3ª e a 4ª Classe e módulo três, 5ª e 6ª Classe”, disse Walter Alexandre.

Novas infra-estruturas

A ADPP no Cuando Cubango, por não ter instalações próprias, trabalha na antiga escola do PUNIV, situada na cidade de Menongue.
O Governo Provincial está a construir na comuna do Missombo, a 18 quilómetros da cidade de Menongue, a Escola de Professores do Futuro da ADPP, numa área de 159,2 hectares. A infra-estrutura vai contar com oito salas, três dormitórios de 90 camas cada, para os alunos, um dormitório para 27 professores, uma zona administrativa com 12 gabinetes, lavandaria, anfiteatro para 500 pessoas, dois campos multiusos, um refeitório e uma área de lazer.

Tempo

Multimédia