Províncias

Curso de hotelaria abre em Menongue

Carlos Paulino | Menongue

A Escola Superior Politécnica de Menongue (ESPM), afecta à sexta região académica da Universidade Mandume ya Ndemufayo, abre no próximo ano o curso de Hotelaria e Turismo, anunciou ontem o director do estabelecimento.

Delegação do Ministério do Ensino Superior durante uma visita de ajuda e controlo à província do Kuando-Kubango
Fotografia: Carlos Paulino

Nafilo Doris, que fez a revelação no final de uma visita que fez à escola o vice-governador do Kuando-Kubango para o sector político e social, referiu que a abertura do curso se deve ao Projecto Transfronteiriço de Conservação Ambiental Okavango Zambeze (KAZA), que envolve cinco países da região.
Uma equipa técnica do Ministério do Ensino Superior está em Menongue para verificar as condições que a ESPM oferece para abertura do curso de Hotelaria e Turismo. “Apesar da nossa instituição registar uma escassez de salas de aulas, está confirmado que este curso vai abrir infalivelmente no próximo ano académico, tendo em vista que já há um acordo entre o Ministério do Ensino Superior e o Governo da Província do Kuando-Kubango”, disse.
 O responsável sublinhou que para a abertura deste curso, a sua instituição necessita de pelo menos seis salas de aulas e residências para os professores.
Nafilo Doris salientou que a Escola Superior Politécnica de Menongue conta com sete salas de aulas, um laboratório de Informática e outro de Enfermagem, uma biblioteca e um anfiteatro. No presente ano académico foram matriculados 1.260 estudantes nos cursos de Biologia, Matemática, Enfermagem e Informática de Gestão Empresarial, que são assegurados por 48 professores, dos quais 44 cubanos e quatro angolanos.
O vice-governador Pedro Camelo garantiu que o Governo Provincial vai criar todas as condições para a construção ainda este ano de mais nove salas de aulas na Escola Superior Politécnica, com vista a permitir o ingresso de novos estudantes no curso de Hotelaria e Turismo, assim como de Biologia, Matemática, Enfermagem e Informática de Gestão Empresarial.
“O Governo da Província tomou nota de todas as dificuldades que a Escola Superior Politécnica de Menongue enfrenta e vamos trabalhar para que esta situação seja resolvida o mais breve possível”, assegurou.
O vice-governador considerou que a abertura do curso superior de Hotelaria e Turismo dá resposta ao Projecto Okavango Zambeze (KAZA), na medida em que a região tem recebido nos últimos tempos turistas e pessoas interessadas em investir no ramo.
O governante recordou que o Projecto Transfronteiriço de Conservação Ambiental Okavango Zambeze (KAZA), integrado por Angola, Botswana, Namíbia, Zâmbia e Zimbabwe, tem como objectivo principal transformar a região austral no melhor ponto turístico de África e do Mundo. Foi aprovado um fundo de 300 mil dólares para organização do secretariado.

Tempo

Multimédia