Províncias

Deficientes físicos de guerra receberam meios de trabalho

Carlos Paulino | Menongue

Os deficientes físicos de guerra agrupados em 75 cooperativas, na província do Kuando-Kubango, receberam ontem, na cidade de Menongue, 116 kits profissionais, no quadro do “Projecto Vem Comigo”, que conta com a parceira da Fundação Lwini.

Os deficientes físicos de guerra agrupados em 75 cooperativas, na província do Kuando-Kubango, receberam ontem, na cidade de Menongue, 116 kits profissionais, no quadro do “Projecto Vem Comigo”, que conta com a parceira da Fundação Lwini.
Entregues pela Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA), os kits possuem instrumentos agrícolas, de serralharia, recauchutagem, electricidade e carpintaria.
O presidente da ANDA, Silva Lopes Etiambulo, disse que a entrega dos meios visa minimizar as dificuldades que os mutilados de guerra enfrentam a nível da província, com realce para o desemprego, para que possam ser úteis à sociedade. “É necessário prestar uma maior atenção às pessoas que lutaram para que o país vivesse num clima de paz e de reconciliação nacional”, defendeu.   
 Silva Lopes Etiambulo esclareceu que, nos próximos dias, a ANDA vai fazer a entrega de cabeças de gado bovino e aves aos deficientes físicos de guerra, na comuna do Missombo, no quadro do programa de repovoamento animal. Além da província do Kuando-Kubango, a ANDA fez igualmente a entrega de kits profissionais aos mutilados de guerra do Bié, Malange, Huambo, Benguela, Moxico e Lunda-Sul. 
O responsável da ANDA exortou os beneficiados a estimarem os meios recebidos, para que sirvam os objectivos pretendidos, visando uma ocupação profissional que garanta o sustento pessoal. A Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA) tem 3.480 associados na província do Kuando-Kubango.

Tempo

Multimédia