Províncias

Diagnosticados mais de 500 casos positivos de VIH/Sida em Menongue

Weza Pascoal /Menongue

Pelo menos, 590 casos positivos de VIH/Sida foram diagnosticados durante o ano passado no município de Menongue, província do Cuando Cubango, entre os quais nove resultaram em óbitos.

Hospitais do município têm vários pacientes internados com o estado avançado da doença
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

A informação foi avançada pelo supervisor municipal do Programa da Luta contra o VIH/Sida, Laurindo Ngongo, revelando que, foram diagnosticadas 190 casos positivos em mulheres grávidas dos 15 aos 45 anos de idade, que estão a beneficiar de assistência médica e medicamentosa.
“Nas estatísticas o maior número recai sempre para o género feminino porque as mulheres são as que mais aderem aos testes voluntários e realizam consultas pré-natais, onde são obrigadas a fazer testes para se saber do seu estado serológico”, explicou Laurindo Ngongo.
Laurindo Ngongo explicou que, durante o ano passado 20 mil e 576 cidadãos realizaram testes do VIH/Sida e a maior parte dos casos positivos foram diagnosticadas em mulheres.
O responsável salientou que, comparativamente ao ano de 2018, em que foram testadas 19 mil pessoas, dos quais 400 com resultados positivos, houve um aumento considerável de cidadãos infectados, “e graças as campanhas de sensibilização para que os cidadãos saibam sobre o seu estado serológico, através de testes voluntários, que se pode hoje saber com exactidão quantas pessoas estão infectadas”.
Os bairros Novo, Tchivonde e Pandera, segundo Laurindo Ngongo, são as localidades do município de Menongue onde mais se regista casos positivos de VIH/Sida.
“As autoridades sanitárias na província, em particular no município de Menongue, devem envidar esforços no sentido de se reduzir significativamente o contágio da doença, realizando várias actividades de sensibilização nas escolas, igrejas, mercados paralelos, via pública, bairros e aldeias, para que a população esteja, cada vez mais, informada sobre a prevenção do VIH/Sida”, disse.
“É necessário”, continuou, “ que toda a população saiba como se prevenir contra esta doença , pois há muitas, concretamente através da abstinência sexual, fidelidade, uso correcto do preservativo e a testagem obrigatória. Portanto, a implementação destas acções vão contribuir significativamente para a diminuição de casos de VIH/Sida a nível da província”.
O responsável assegurou que o município de Menongue “tem anti-retrovirais suficientes para dar resposta aos doentes que ocorrem às unidades sanitárias em busca de assistência médica e medicamentosa”.
Laurindo Ngongo aconselhou a população no sentido de optar por testes voluntários que são benéficos e ajudam a pessoa a saber o estado serológico.

Tempo

Multimédia