Províncias

Disponibilizadas verbas para trabalhos do PIIM

Carlos Paulino | Menongue

Mais de 400 milhões de kwanzas foram disponibilizados às administrações municipais de Menongue, Mavinga, Cuchi, Cuito Cuanavale e Rivungo, na província do Cuando Cubango, para o pagamento das primeiras tranches, 15 por cento dos valores das obras, dos 32 projectos enquadrados no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

Municípios do Kuando Kubango beneficiam de dinheiros pùblicos
Fotografia: DR

Segundo o director provincial do Gabinete de Estudo, Planeamento e Estatística (GEPE), Elias da Silva, que anunciou o facto em conferência de imprensa, o Ministério das Finanças cabimentou 155 milhões e 316 mil para o município do Cuchi, 112 milhões e 260 mil para o Cuito Cuanavale, 81 milhões e 970 mil para Mavinga, 77 milhões e 524 mil para Menongue e 42 milhões e 547 mil para o Rivungo.

Elias da Silva revelou que os empreiteiros já começaram a receber os 15 por cento referentes às primeiras prestações. As obras estão consubstanciadas em construção e reabilitação de escolas, unidades sanitárias, pontes, terraplanagem, residências, entre outras infra-estruturas. O responsável do GEPE recordou que o PIIM, este ano, comporta 115 projectos que serão implementados nos nove municípios, dos quais 108 são da responsabilidade do Governo local e sete estão a cargo de vários ministérios. No total, estas obras estão avaliadas em mais de 4,7 mil mi-lhões de kwanzas.

Elias da Silva fez saber ainda que, no quadro das obras do PIIM, serão terraplanados 210 quilómetros de vias terciárias , das quais 80 no município do Dirico, 70 no Calai e 60 no Cuangar.

Na mesma senda, serão ainda construídos e reabilitados sistemas de captação de água potável e de redes de iluminação pública, campos multiuso, balneários públicos, aterros sanitários, mercados, residências para técnicos, postos policiais, administrações municipais, passeios e jardins, assim como apetrechamento de escolas e postos de saúde. A construção do Hospital Municipal do Cuito Cuanavale, segundo o director do GEPE, é das obras mais avançadas que estão em curso à luz do PIIM.

Tempo

Multimédia