Províncias

Docentes recebem formação sobre a Reforma Educativa

Carlos Paulino | Menongue

Um grupo de mais de 400 professores e directores de diferentes subsistemas de ensino do município de Menongue, província do Kuando-Kubango, participam, desde segunda-feira, num seminário de formação sobre a Reforma Educativa. 

Formaçâo visa melhorar o ensino
Fotografia: Jornal de Angola


Um grupo de mais de 400 professores e directores de diferentes subsistemas de ensino do município de Menongue, província do Kuando-Kubango, participam, desde segunda-feira, num seminário de formação sobre a Reforma Educativa, visando melhorar o processo de educação e aprendizagem.
Na acção formativa, que termina amanhã, os docentes estão a adquirir conhecimentos sobre os novos métodos de avaliação contemplados pela Reforma Educativa, planificação semanal e diária, metodologia de ensino, regulamento das provas, avaliação das aprendizagens, ensino especial e preenchimento do relatório descritivo e caderneta.
Em declarações ao Jornal de Angola, o director provincial interino da Educação, Ciências e Tecnologia, Ezequiel Paulo Mariano, disse que o seminário tem como objectivo principal a preparação dos professores, do ponto de vista metodológico e técnico, para exercerem melhor a função de educador e ultrapassarem as falhas cometidas no ano passado. Este ano haverá maior aproveitamento em relação a 2009, considerou, porque os professores estão a ser bem preparados no sentido de corrigirem os erros do passado e prestarem um ensino de qualidade a todos os níveis.
Lamento, no entanto, o facto de serem poucos os professores do segundo ciclo do ensino secundário a participarem na formação.
Para já, este seminário destina-se apenas aos docentes de Menongue, estando prevista a criação, nos próximos dias, de uma equipa de técnicos e supervisores para os restantes municípios do interior da província, nomeadamente Cuchi, Cuito Cuanavale, Cuangar, Calai, Dirico, Mavinga, Nancova e Rivungo, com vista a ministrarem formação do género.
“Se tivemos falhas em 2009, acreditamos que no corrente ano, com o desempenho dos nossos professores, directores e encarregados de educação, que devem participar activamente no processo educacional, teremos bons resultados”, disse Ezequiel Mariano.
A Direcção Provincial da Educação, Ciências e Tecnologia depara-se com muitas dificuldades, principalmente com a falta de material didáctico e meios de transporte para a deslocação dos técnicos e equipamentos para os municípios, adiantou, explicando que a província do Kuando-Kubango regista muitas crianças fora do sistema normal de ensino, porque a população prefere viver isolada das áreas onde há um número considerável de pessoas e escolas. O governo local está a trabalhar no realojamento destas populações, no sentido de beneficiarem dos principais serviços básicos, com realce para a Educação e a Saúde, afirmou.    

Tempo

Multimédia