Províncias

Embaixada da Alemanha dá apoio às vítimas da seca

Lourenço Bule | Jamba Cueio

A Organização Não Governamental Missão de Beneficência do Kubango, Inclusão, Tecnologias e Ambiente (Mbakita) recebeu no princípio do mês 65 mil dólares da Embaixada da Alemanhã em Angola.


O anúncio foi feito na comuna da Jamba Cueio, a 140 quilómetros da cidade de Menongue, pela adida  cultural e de imprensa da embaixada alemã, Lena Viebrock, no final de uma visita aos projectos financiados pelo Alemanha na província.
Lena Viebrock garantiu  que o seu Governo vai continuar a prestar atenção especial à comunidade Khoisan, através da abertura de furos de água, construção de escolas e postos de saúde.
As vítimas da seca a nível da província, sobretudo nos municípios da orla fronteiriça, onde muitas pessoas estão a viver dias difíceis, devido à seca na região, também são apoiadas. 
A adida da Embaixada da República Federal da Alemanha em Angola doou ainda à comunidade Khoisan, na Jamba Cueio, bens alimentares, como fuba de ­milho, óleo vegetal, açúcar e arroz, para acudir às dificuldades que atravessam.
O director-geral da Mbakita, Pascoal Samba, salientou que o financiamento disponibilizado pela Embaixada alemã visa fomentar a segurança alimentar da “Comunidade San” e a assistência às vítimas da seca na província.
Neste momento, 1.200 pessoas dos municípios de Menongue e Cuito Cuanavale já beneficiam de apoio da Embaixada, no âmbito do programade de luta contra a seca.
Pascoal Samba disse que além dos 65 mil dólares financiados pela Embaixada Alemã, a sua instituição recebeu mais 19 mil dólares para  o fomento da horticultura na Comunidade San.
Júlio Jamba, membro da comunidade khoisan, salientou que  com os bens recebidos, a dieta alimentar  vai ser mais diversificada e salutar.
Júlio Samba aproveitou a ocasião para pedir à adida da embaixada da Alemanha para a­poiar a comunidade Khoisan na construção de escolas, habitações e postos de saúde.

Tempo

Multimédia