Províncias

Ensino no Cuando Cubango reforçado nas comunidades

Weza Pascoal | Menongue

O Ministério da Educação, em parceria com o Banco Mundial, criou no CuandoCubango uma Zona de Influência Pedagógica (ZIP) em cada um dos nove municípios da província, no quadro do Projecto Aprendizagem para Todos (PAT) que tem como objectivo garantir o apoio contínuo aos professores e técnicos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem.

Objectivo é melhorar o processo de ensino
Fotografia: Paulo Mulaza

Para o êxito do programa, uma equipa técnica do Ministério da Educação trabalhou durante 15 dias nos municípios de Menongue, CuitoCuanavale, Cuchi, Mavinga, Dirico, Calai, Cuangar, Rivungo e Nancova, com o propósito de explicar aos professores e às autoridades administrativas como devem funcionar a ZIP em cada uma das localidades da província do CuandoCubango.
A técnica do Ministério da Educação Ivone Cassinda Augusto, que fez a apresentação do Projecto Aprendizagem para Todosem toda a extensão do CuandoCubango, explicou que a Zona de Influência Pedagógica é um instrumento de apoio metodológico que congrega um conjunto de escolas de uma determinada localidade, próximas umas das outras, a partir de uma escola de referência denominada Escola Sede ou Centro de Recursos. 
Este método – continuou – tem ainda como objectivos melhorar os conhecimentos e as competências dos professores, melhorar a gestão das escolas nas áreas designadas do projecto e desenvolver um sistema de avaliação sistemática para os alunos.
O projectoestá a ser lançado em todas as províncias do país e visa contribuir para a qualidade do ensino, melhorar a gestão financeira e a monitorização administrativa das escolas de modo a apoiar a actividadede formação de professores e alunos. Numa primeira fase, três professores de cada província participamem Luandanum curso de formação de formadores sobre Língua Portuguesa - Módulo 1 e de Matemática - Módulo 2, para depois prosseguirem com a formação de outros docentes e expandirem os conhecimentos adquiridos nas suas zonas de origem.
Oacompanhamento da capacidade de gestão dos quadros provinciais e municipais que participam no projecto vai ser feito através de um programa de formação centrado em gestão, monitorização, avaliação e prestação de contas associado às actividades do projecto.

Tempo

Multimédia