Províncias

Escola Superior Politécnica aberta a novos candidatos

Carlos Paulino | Menongue

O director da Escola Superior Politécnica de Menongue, da Universidade Mandume ya Ndemufayo, Dor Nafilo, anunciou nesta cidade que a sua instituição tem disponível para o presente ano académico 320 vagas para o ingresso de novos candidatos nos cursos de Biologia, Matemática e Enfermagem.

No final deste ano académico a instituição vai pôr no mercado de emprego os primeiros finalistas do curso de Biologia
Fotografia: Jornal de Angola

O director da Escola Superior Politécnica de Menongue, da Universidade Mandume ya Ndemufayo, Dor Nafilo, anunciou nesta cidade que a sua instituição tem disponível para o presente ano académico 320 vagas para o ingresso de novos candidatos nos cursos de Biologia, Matemática e Enfermagem.
Dor Nafilo revelou ao Jornal de Angola que o aumento das vagas deve-se à ampliação do edifício, que dispõe agora de seis salas de aula, além de um anfiteatro.
Durante o ano lectivo transacto, a instituição matriculou 640 alunos do primeiro, segundo e terceiro anos, que receberam aulas de 33 professores angolanos e cubanos.
Dor Nafilo realçou que a Escola Superior Politécnica de Menongue ainda não tem correspondido à demanda da população estudantil, por falta de espaço e à limitada oferta curricular, pois apenas possui cursos de Matemática, Biologia e Enfermagem.
Para este ano académico, a instituição pretendia incluir no seu plano curricular os cursos de Agronomia, Silvicultura e Gestão Florestal, tendo em conta o potencial que esta província do Kuando-Kubango ostenta neste domínio, mas devido à falta de espaço e de condições para alojar mais docentes não será possível a sua concretização.
Outra situação apontada pelo director da instituição está relacionada com os laboratórios, pois os dois existentes (de informática e enfermagem) requerem um melhor aproventamento e apetrechamento.
Apesar das dificuldades que a Escola Superior Politécnica de Menongue enfrenta, vão ser colocados, no final deste ano académico, no mercado do trabalho os primeiros finalistas do curso de Biologia.
Os estudantes que pretendem ingressar na instituição devem apresentar o certificado de habilitações literárias do ensino médio, uma fotocópia do Bilhete de Identidade, duas fotografias do tipo passe, talão de recenseamento militar, além da quantia de 2.500 kwanzas para os alunos diurnos e 4.500 kwanzas para os do período pós laboral. Estão criadas as condições.

Tempo

Multimédia