Províncias

"Esperança" apoia khoisan em Menongue

Carlos Paulino | Menongue

A comunidade khoisan da aldeia de Mukundi, 195 quilómetros da cidade de Menongue, conta desde quinta-feira com um grupo de 20 parteiras tradicionais formadas no quadro do projecto “Esperança”, financiado pela empresa petrolífera BP-Angola.

A comunidade khoisan da aldeia de Mukundi, 195 quilómetros da cidade de Menongue, conta desde quinta-feira com um grupo de 20 parteiras tradicionais formadas no quadro do projecto “Esperança”, financiado pela empresa petrolífera BP-Angola.
O referido projecto está a ser executado pela Associação de Conservação do Ambiente e Desenvolvimento Integrado Rural (ACADIR) do Kuando-Kubango.
A acção formativa, que teve a duração de três dias, permitiu que as parteiras elevassem os seus níveis de conhecimento de técnicas de atenção ao parto pré-natal, aos cuidados primários do recém-nascido, amamentação, medidas de prevenção e identificação de sinais de perigo durante a gravidez. />O oficial de programas e projectos da referida associação, Pascoal Baptistiny, disse que a acção visou fundamental dotar as comunidades em vias de extinção de técnicas e práticas eficazes, que possam contribuir para um parto saudável e reduzir o índice de mortalidade pós-parto, que é muito elevado.
Assegurou que formações do género vão estender-se às restantes comunidades residentes na província do Kuando-Kubango pelo período de um ano.
Com o objectivo de concretizar este programa, a petrolífera disponibilizou 110 mil dólares para apoiar um universo de 609 beneficiários nas áreas de saúde, agricultura, ambiente, educação e registo de nascimento gratuito.

Tempo

Multimédia