Províncias

Ex-militares recebem gado para o fomento da pecuária

Nicolau Vasco |Menongue

Cerca 30 desmobilizados de guerra residentes na aldeia do Chimpompo, a 35 quilómetros da cidade de Menongue, província do Kuando-Kubango, receberam da direcção provincial do Instituto de Reintegração Socio-profissional dos Ex-militares (IRSEM) 121 cabeças de gado bovino e caprino, além de charruas.

Desmobilizados satisfeitos com a oferta
Fotografia: Jornal de Angola

Cerca 30 desmobilizados de guerra residentes na aldeia do Chimpompo, a 35 quilómetros da cidade de Menongue, província do Kuando-Kubango, receberam da direcção provincial do Instituto de Reintegração Socio-profissional dos Ex-militares (IRSEM) 121 cabeças de gado bovino e caprino, além de charruas.
Azevedo Pio disse que o programa de fomento da actividade agro-pecuária beneficiou até ao momento 795 ex-militares do município de Menongue, 198 do Cuchi e 363 do Cuito-Cuanavale, num investimento que custou ao Estado 2,5 milhões de dólares americanos.
O IRSEM registou na província do Kuando-Kubango 3.202 desmobilizados, dos quais 1.345 já foram inseridos em actividades sociais produtivas. Neste momento decorre em todos municípios e comunas o processo de inscrição de novos ex-militares de forma a beneficiarem de assistência social. Azevedo Pio lembrou que o projecto de reintegração social dos ex-militares é extensivo a todos os desmobilizados de guerra e tem como objectivo fundamental inseri-los em actividades sociais e produtivas.
 O vice-governador da província do  Kuando-Kubango para o sector Político e Social, Pedro Camelo, disse que a entrega dos animais vai permitir o fomento da actividade agro-pecuária, combater a fome e reduzir a pobreza, para que cada família seja assistida através deste benefício.

Tempo

Multimédia