Províncias

Explosão de escolas superiores faz de Menongue cidade do saber

O governador do Kuando-Kubango, Eusébio de Brito Teixeira, informou em Luanda que o Instituto Superior Politécnico lecciona os cursos de Matemática, Biologia e Enfermagem, tendo convidado os jovens a concorrerem.

Alunos do ensino primário e do primeiro ciclo estudam em melhores condições
Fotografia: Jornal de Angola

O governador do Kuando-Kubango, Eusébio de Brito Teixeira, informou em Luanda que o Instituto Superior Politécnico lecciona os cursos de Matemática, Biologia e Enfermagem, tendo convidado os jovens a concorrerem.
Eusébio de Brito, que falava no Programa Espaço Público, emitido pela Televisão Pública de Angola (TPA) e pela Rádio Nacional de Angola (RNA), informou que no passado dia 27 arrancou a construção do Pólo Universitário do Kuando Kubango, com capacidade para 1.500 estudantes e pode evoluir para mais sete mil.
 No Pólo Universitário os alunos têm acesso aos cursos de Administração, Economia, Direito e Enfermagem, para formar os quadros locais e de outras províncias. A direcção da Escola Superior, da sexta região académica da Universidade Mandume ya Ndemufayo, já confirmou a abertura das licenciaturas.
Eusébio de Brito Teixeira informou também que estão em construção o Instituto de Enfermagem, o Instituto Agrário e o Instituto de Formação de Professores, para  suprir as dificuldades existentes neste momento para recrutar técnicos para a província.
Em construção estão mais 40 escolas, a inaugurar brevemente. O governador está satisfeito com a evolução do ensino superior e do ensino geral na província, tendo exemplificado que em 2008 a província possuía 62 escolas e em 2011 evoluiu para 117, tendo aumentado 55 escolas. Em 2008 tinham 220 salas e neste momento existem no Kuando-Kubango 450, tendo aumentado 230. Este ano ingressaram no sistema do ensino, 25.343 alunos, tendo aumentado para 42 mil.

Kwanza Sul

Um total de 64 professores do ensino primário são necessários ainda no decurso deste ano, para a repartição comunal do Conde, município do Ebo (Kwanza Sul), visando reforçar o processo de ensino e aprendizagem.
O coordenador comunal da Educação,  sublinhou que actualmente o sector que dirige funciona com 154 professores, número considerado irrisório para corresponder às necessidades.
A comuna do Conde tem 12 escolas com 104 salas, distribuídas pelos bairros de Chongolo, Diquita e Caumbi.
A preocupação já foi apresentada à secção municipal da Educação, no sentido de, no concurso de admissão marcado para o presente ano, o Conde ser contemplado com um número real de professores, com vista a responder às necessidades locais.
 Para o presente ano lectivo foram matriculados na comuna do Conde 9.726 alunos no primeiro e segundo ciclo.

Tempo

Multimédia