Províncias

Festival de Música do Kuando Kubango homenageia heróis do Cuito Cuanavale

Lourenço Bule e Maurício Jacinto | Menongue

O I Festival Internacional de Música do Kuando-Kubango, que se realiza em Menongue nos dias 22 e 23, deve atrair mais de cinco mil visitantes, disse ao Jornal de Angola um dos responsáveis da iniciativa.

Sul-africana Yvonne Chaka Chaka é uma das convidadas para o festival internacional
Fotografia: AFP

O I Festival Internacional de Música do Kuando-Kubango, que se realiza em Menongue nos dias 22 e 23, deve atrair mais de cinco mil visitantes, disse ao Jornal de Angola um dos responsáveis da iniciativa.
O vice-coordenador da comissão preparatória do Festi-Março 23, uma homenagem aos heróis da Batalha do Cuito Canavale, afirmou que entre os artistas convidados contam-se Yvonne Chaka Chaka, Pancho Amed, Lutchana, Monique Seka, Peti Pey, Papa Wemba, Gazza e Banda, os Lambas, Noite e Dia, C4 Pedro, Konde, Ary, Bela Tchissola, Yuri da Cunha e a banda local Progresso.
Marco Moreira anunciou que estão a ser preparados mais de 200 jovens que vão apoiar o serviço de protocolo e que já está assegurado o alojamento dos artistas de fora que devem chegar a Menongue nos próximos dias. O festival, além de música, inclui momentos de humor e o desfile de trajes da região. 
A Batalha do Cuito Cuanavale constitui um marco histórico não apenas para Angola, mas também para a região Austral do continente por ter permitido o fim do regime do apartheid na África do Sul e a independência da Namíbia.  O vice-coordenador da iniciativa referiu que Festi-Março 23 passa a ser realizado anualmente como forma de lembrar todos os que participaram directa ou indirectamente na Batalha do Cuito Cuanavale. O director provincial da cultura, Luís Vissunjo, afirmou que a ideia “é transformar o Kuando-Kubango na capital cultural da África Austral, pois o 23 de Março é uma data importante na História de África”.

Tempo

Multimédia