Províncias

Fundação Lwini dá apoio a deficientes na província

Cláudia Muhatili | Menongue

A Fundação Lwini entregou, em Menongue, a portadores de deficiência, no âmbito do programa “Esperança, Mobilidade e Liberdade”, 40 cadeiras de rodas, dez triciclos manuais, 50 canadianas para adultos e igual número de muletas para crianças.

Portadores de deficiência com mais facilidades para se deslocarem em busca de sustento
Fotografia: Paula Mulaza

A Fundação Lwini entregou, em Menongue, a portadores de deficiência, no âmbito do programa “Esperança, Mobilidade e Liberdade”, 40 cadeiras de rodas, dez triciclos manuais, 50 canadianas para adultos e igual número de muletas para crianças.
O director executivo da Fundação Lwini afirmou que as ofertas se destinavam aos associados da Associação Angolana dos Deficientes e Ex-Militares (AMMIGA) e da Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA).
A Lwini também entregou à direcção provincial da Assistência e Reinserção Social (MINARS) 60 cadeiras de rodas, dez triciclos manuais, 50 canadianas para adultos e igual número para crianças, cem muletas, metade para adultos e as outras para crianças, 30 relógios para cegos, 20 bengalas e 30 andarilhos.
O director executivo da fundação referiu que no ano passado a Lwini entregou 150 próteses a deficientes físicos no município de Mavinga, no Kuando Kubango.
Alberto Ferreira afirmou estar previsto construir um parque infantil e um centro de recursos para as crianças portadoras de deficiência e que a Lwini, em parceria com o Governo Provincial, vai promover programas de formação, de auto emprego, micro crédito e finanças destinados a portadores de deficiência.
A directora provincial do MINARS agradeceu à Fundação Lwini o que tem feito pelos deficientes físicos na região e anunciou que este ano Cuchi, Mavinga, Cuito Cuanavale e Cuangar são os grandes beneficiados por serem os municípios com mais deficientes físicos.
Modesta Ngueve disse que o MINARS tem no Kuando-Kubango o registo de mais de quatro mil deficientes físicos.

Tempo

Multimédia