Províncias

Garantidas bolsas de estudo aos alunos

Weza Pascoal | Cuito Cuanavale

Jovens do município do Cuito Cuanavale, na província do Cuando Cubango, que tiveram bom aproveitamento escolar mas com poucos recursos financeiros, vão beneficiar, nos próximos tempos, de bolsas de estudo internas e externas, anunciou no sábado o ministro do Ensino Superior.

Ministro do Ensino Superior garantiu continuar com o processo de oferta de bolsas nos municípios
Fotografia: Weza Pascoal

Adão do Nascimento explicou que a atribuição de bolsas de estudo aos jovens com bom aproveitamento escolar, que não têm possibilidades financeiras, é uma medida que o Executivo encontrou para que possam dar continuidade aos seus estudos.
O responsável, que falava no final de uma visita que efectuou ao Cuito Cuanavale, disse que anualmente o Ministério do Ensino Superior vai fazer uma pesquisa nas escolas secundárias do II ciclo do município, para identificar os melhores estudantes e apoiá-los na continuidade dos estudos em instituições públicas e privadas do país ou do estrangeiro.
O ministro referiu que as autoridades vão ser mais actuantes, de modo a fazer sentir o impacto da oferta de bolsas de estudos a nível dos municípios, sobretudo aqueles que não têm uma instituição do ensino superior.
“Muitos jovens do país já têm beneficiado de bolsa de estudo, por isso vamos trabalhar com o Governo Provincial do Cuando Cubango, para identificar os alunos com bom aproveitamento escolar e remeter uma listagem para o nosso Ministério”, assegurou o ministro.
Adão do Nascimento explicou que a visita visou principalmente orientar a direcção da Universidade da província, para trabalhar com a Administração Municipal e com os técnicos que estão à frente do programa sobre o Memorial da Batalha do Cuito Cuanavale, para darem início a um estudo histórico. O ministro frisou ainda a necessidade da recolha de dados históricos das batalhas que foram travadas na região, muitas com grande impacto a nível nacional e internacional.
“Estes podem servir de material bibliográfico para a referida instituição académica, de modo a permitir que as gerações vindouras conheçam a história deste território”, referiu. O governante salientou que os responsáveis da 8.ª região académica, que tem como centro a Universidade Cuito Cuanavale e abrange as províncias do Cuando Cubango e do Cunene, devem trabalhar para que o ensino superior chegue, nos próximos tempos, à localidade que tem o nome da universidade.

Preocupações

O administrador adjunto do Cuito Cuanavale, Daniel Manuel Dumba, considerou a problemática do ensino superior como uma das maiores preocupações das autoridades locais.
Em função desta situação, o responsável lamentou o facto de muitos jovens serem obrigados a ir estudar em outras regiões da província ou do país e, quando terminam a formação, já não regressarem ao município.
Daniel Dumba disse que há oito anos foi implementado o segundo ciclo no município, que já formou 486 alunos. “A maior parte destes já não estuda, por falta de condições para se deslocar à capital da província ou para outros pontos do país, para dar continuidade à sua formação académica”, lamentou. No presente ano lectivo, foram matriculados 490 alunos no segundo ciclo.
Em função disso, o administrador adjunto, Daniel Manuel Dumbo, sugere a criação de, pelo menos, um núcleo da Universidade Cuito Cuanavale, para garantir a formação superior localmente.

Tempo

Multimédia