Províncias

Gestores em formação

Carlos Paulino | Menongue

Pelo menos 34 técnicos dos Gabinetes de Estudo e Planeamento (GEP) dos governos de 12 províncias do país concluíram com êxito, na cidade de Menongue, um seminário sobre gestão orçamental e projectos públicos.

Acção formativa para técnicos dos Gabinetes de Estudo e Planeamento durou quatro dias
Fotografia: Nicolau Vasco | Menongue

O seminário, que teve a duração de quatro dias, contou com a participação de gestores das províncias do Kuando-Kubango, Luanda, Benguela, Bengo, Huambo, Bié, Zaire, Namibe, Cunene, Malange, Huíla e Kwanza-Norte.
A acção formativa, promovida pelo Instituto de Formação da Administração Local (IFAL), visou transmitir aos participantes noções sobre a classificação das despesas e receitas públicas.
O seminário abordou ainda aspectos ligados ao plano de contas do Estado, princípios contabilísticos, fases do ciclo orçamental e funções e regras da organização do orçamento público. 
Durante o referido seminário, os participantes também adquiriram conhecimentos sobre critérios de avaliação, função e formas do controlo da execução orçamental e formas de preparação e aprovação do orçamento.
Na sessão de encerramento, o administrador municipal de Menongue, Antunes Huambo, afirmou que a gestão orçamental e os projectos públicos constituem uma preocupação das autoridades para um melhor acompanhamento das verbas cabimentadas para os Programas de Investimentos Públicos (PIP).
Antunes Huambo explicou que as regras de execução financeira do Estado exigem o cumprimento de diferentes decretos presidenciais e outros regimes para efectuar qualquer pagamento ou outra despesa pública.

Tempo

Multimédia