Províncias

Governo provincial distribui lotes para o fomento da auto-construção

Nicolau Vasco | Menongue

O governo da província do Kuando-Kubango procedeu, recentemente, em Menongue, à distribuição de uma área de 224.300 metros quadrados, situada na periferia da cidade, no âmbito da implementação do programa de “auto-construção dirigida”.

Nos novos bairros para além de moradias vão ser construídas várias infra-estruturas para garantir a prestação de serviços à população
Fotografia: Nicolau Vasco|Menongue

O governo da província do Kuando-Kubango procedeu, recentemente, em Menongue, à distribuição de uma área de 224.300 metros quadrados, situada na periferia da cidade, no âmbito da implementação do programa de “auto-construção dirigida”.
Na referida área vão ser erguidas infra-estruturas de lazer, em 4.500 metros quadrados, e escolas, que vão ocupar três mil metros quadrados. Para a zona comercial estão reservados 2.500 metros quadrados.
Um centro médico vai ser erguido numa área de 4.140 metros quadrados, enquanto os restantes 83.260 metros quadrados são para a construção de 150 moradias sociais e outras infra-estruturas. As obras terminam em finais de 2012.
Segundo critérios definidos pela unidade técnica de urbanização da província do Kuando-Kubango, o projecto de auto-construção dirigida abrangeu, na primeira fase, os jovens funcionários públicos que almejam possuir casa própria.
Parte das famílias que residem nas cabeceiras do aeroporto comandante “Kwenha”, cujas obras de reabilitação estão em fase adiantada, também foram abrangidas.
O vice-governador para a os serviços técnicos, Simão Baptista, pediu “rigor” aos beneficiários na observância dos padrões urbanísticos previamente estabelecidos pelo Estado, para a extensão ao local de serviços básicos, como energia, água, valas de drenagem, ruas e jardins. O governo provincial vai distribuir, proximamente, outras parcelas de terra situadas nos arredores dos bairros Macueva, Kwenha e Cambumbe, para receber gente que vive próximo das margens do rio Kwebe e Luahuca, disse Simão Baptista.
As pessoas que vivem nas imediações da feira da cidade de Menongue, que durante a época chuvosa sofrem com as inundações, acrescentou, também vão ser beneficiadas com novas parcelas.

Tempo

Multimédia