Províncias

Gravidez na adolescência preocupante na província

Maurício Jacinto | Menongue

As autoridades sanitárias da província do Kuando-Kubango estão preocupadas com o aumento de gravidezes precoces sobretudo de adolescentes, com idades entre 14 aos 17 anos, disse ao Jornal de Angola a directora da maternidade.

Jovens sujeitos a terem parto de riscos
Fotografia: Jornal de Angola

Ondina Chiaca revelou que diariamente a maternidade regista pelo menos cinco partos de adolescentes, algumas das quais têm de ser sujeitas a cesarianas, mas que há as que morrem por não terem o organismo preparado.
No primeiro semestre deste ano, referiu, na maternidade provincial foram realizados 4.368 partos, dos quais 25 nados mortos, além de se terem registado 11 mortes maternas e oito casos de crianças que nasceram com HIV/Sida.
A falta de consultas pré-natais, intoxicação de medicamentos, hepatite aguda, malária, anemia, hemorragia e rotura no útero, declarou, são as principais causas de mortes maternas e de abortos, principalmente em adolescentes.
Ondina Chiaca sublinhou a importância das mulheres terem consultas regulares do primeiro até ao nono mês de gravidez para poderem a receber orientações pré-natais e prevenirem casos de doenças sexualmente transmissíveis. A maternidade tem quatro médicos ginecologistas, sete parteiras e 70 enfermeiros.
A directora da maternidade disse serem precisos mais 50 quadros da saúde, entre médicos ginecologista, parteiras e enfermeiros.  A unidade sanitária necessita também de bloco operatório, banco de sangue, uma ambulância, energia eléctrica e água canalizada.

Tempo

Multimédia