Províncias

Hospital Central sem condições para cirurgias

Nicolau Vasco|Menongue

A falta dos principais equipamentos no bloco operatório do Hospital Central de Menongue prejudicam o tratamento de muitos pacientes, principalmente as vítimas de acidente de viação, disse o director do estabelecimento.

Jacinto Guedes lamentou que por falta de equipamentos, entre os quais mesa de cirurgia, misturadora de gases e ar condicionado, apenas sejam feitas pequenas cirurgias e que os doentes com casos graves tenham de ser transferidos para o hospital regional do Huambo.
De Maio até à última sexta-feira foram transferidos para o Huambo 123 vítimas de acidentes de viação com lesões graves.
Jacinto Guedes afirmou que situações destas se tornam dispendiosas, quer para o Estado, quer para os familiares dos doentes.
“É preciso se inverter o actual quadro, que doravante, passa necessáriamente pela construção de  uma nova unidade sanitária, na capital da província”, disse.
Por isso, o Governo Provincial está a construir, em Menogue, um hospital de referência, cujas obras decorrem a bom ritmo e devem estar concluídas no próximo ano.
O estabelecimento, com uma área de 12 mil metros quadrados, vai dispor de 250 camas para internamentos, quatro blocos operatórios e laboratórios. 
No actual Hospital Central de Menongue dão entrada diariamente entre três a cinco vítimas de acidentes de viação que têm de ser sujeitos a operações cirúrgicas.

Tempo

Multimédia