Províncias

Hospital local sem dadores de sangue

Manuel Pascoal | Menongue

O banco de hemoterapia do hospital central de Menongue, província do Kuando-Kubango, debate-se com falta de sangue há mais de cinco meses, revelou ontem o chefe da hemoterapia da referida unidade hospitalar, Ernesto Shinoia.

O banco de hemoterapia do hospital central de Menongue, província do Kuando-Kubango, debate-se com falta de sangue há mais de cinco meses, revelou ontem o chefe da hemoterapia da referida unidade hospitalar, Ernesto Shinoia.
“A situação está a criar sérios transtornos para socorrer os pacientes que diariamente procuram estes serviços para a transfusão”, indicou o responsável, acrescentando ser esta uma das principais preocupações das autoridades sanitárias locais. 
Ernesto Shinoia lamentou a falta de cultura de doação de sangue na província e recordou que “o sangue é vida”. Apesar da sensibilização dos munícipes e associações da sociedade civil para a doação de sangue, os dadores não têm aparecido, disse.
Na falta de sangue para assistir os doentes com hemoglobina baixa, o recurso tem sido a doação de familiares, “desde que os grupos sanguíneos conjuguem e sem risco de contaminação de outras doenças”.

Tempo

Multimédia