Províncias

Hospital Pediátrico com mais óbitos

Carlos Paulino | Menongue

A directora do Hospital Pediátrico de Menongue condenou a atitude de muitos pais que só levam os filhos para a unidade sanitária em estado crítico, o que na maior parte das vezes resultam em morte, por não resistirem ao tratamento.

Muitas crianças dão entrada no banco de urgência da pediatria em estado muito crítico
Fotografia: Carlos Paulino | Menongue

Elsa Kalenga explicou que durante o primeiro trimestre deste ano o hospital atendeu 12.520 pacientes com diversas patologias, sendo a malária com 8.082 casos, tendo resultado na morte de 51 crianças.
“Muitas crianças dão entrada no banco de urgência em estado muito crítico, com  malária cerebral e com s convulsões, nem sequer conseguem reagir com a medicação. Como resultado, a­cabam por falecer”, lamentou.
No período em balanço, o Hospital Pediátrico de Menongue registou 871 casos de diarreias agudas que resultou em dez óbitos,  respiratórias agudas com 749 casos, tendo registado uma vítima mortal. Em relação às anemias, há registo de 332 casos e 34 de sarampo, sem causarem mortes. Comparativamente ao primeiro trimestre de 2014, houve um aumento considerável de pacientes atendidos e a redução de 30 por cento de mortes, fruto das campanhas de sensibilização que o hospital tem feito no momento das consultas.A directora do Hospital Pediátrico de Menongue, Elsa Kalenga, considerou que muitas mortes podem ser evitadas se realmente os pais tiverem mais cuidado no acompanhamento dos filhos em relação à protecção ou prevenção de certas doenças, como o da picada do mosquito que transmite a malária. Salientou que em média o hospital atende diariamente 150 a 200 pacientes e 30 necessitam de internamento. O Hospital Pediátrico de Menongue tem 70 camas para internamento, cinco médicos e 34 enfermeiros.
Elsa Kalenga informou que nesta fase do ano, devido ao aumento do pico da malária, o hospital pediátrico chega a internar mais de 100 pacientes e disse que por indisponibilidade de espaço, parte dos doentes é assistida nos corredores.

Tempo

Multimédia