Províncias

Hotelaria e turismo em debate

Alzira da Silva | Menongue

O seminário sobre o “Exercício da Actividade de Hotelaria e Turismo”, realizado no fim-de-semana, em Menongue, província do Kuando-Kubango, analisou as perspectivas futuras, numa promoção da Direcção Provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo.

Participantes ao encontro sobre turismo
Fotografia: Nicolau Vasco | Menongue

O seminário sobre o “Exercício da Actividade de Hotelaria e Turismo”, realizado no fim-de-semana, em Menongue, província do Kuando-Kubango, analisou as perspectivas futuras, numa promoção da Direcção Provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo.
Durante o encontro foram debatidos temas como a recepção, quartos e restaurantes, inspecção das actividades hoteleiras e similares e a qualidade e ética no atendimento público na hotelaria e turismo.
Os participantes no seminário consideraram que a actividade turística desenvolvida de 2009 a 2010, na província, foi satisfatória. Num ano foram construídos três estabelecimentos hoteleiros, sendo um aldeamento turístico, com 100 quartos, e duas pensões com capacidade para 26 quartos.
Os participantes recomendaram que a estatística hoteleira deve prestar informações importantes, oportunas e fiáveis para facilitar a produção.
Relativamente ao pagamento do Imposto de Consumo, a reunião determinou que, futuramente, os operadores do ramo devem fornecer dados reais, em função
Das debilidades verificadas na prestação de serviços de vários estabelecimentos hoteleiros e similares. Os participantes consideraram que o Governo Provincial deve desenvolver acções para preservar a biodiversidade.
A sessão de abertura foi presidida pela vice-governadora para a Área Económica, Verónica Adolfo Mutango, que considerou a província como tendo um forte potencial turístico que deve ser explorado e crescer  de modo ordenado.  O discurso de encerramento foi proferido pelo director provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo, Luís Francisco Machingo.

Tempo

Multimédia