Províncias

Inspecção na Educação debatida em Menongue

Lourenço Bule | Menongue

Um grupo de inspectores, directores municipais, directores  de escolas e professores participaram, em Menongue, num debate sobre a inspecção na Educação, na Província do Cuando Cubango, sob o tema “O ciclo da inspecção no âmbito dos órgãos centrais”.

Objectivo é melhorar o processo de ensino
Fotografia: Lourenço Bule| Menongue

O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Cuando Cubango, Miguel Kanhime, disse que o actual processo de reforma da inspecção do sector pretende colocar em prática métodos mais efectivos e legítimos na fiscalização e no controlo. “A tarefa primordial da inspecção da educação centra-se no controlo do funcionamento do sistema educativo, que presta um relevante apoio técnico ao Ministério  de tutela e direcções provinciais, através de estudos e pareceres que visam a melhoria do processamento e exercício do processo instrutivo”.
Miguel Kanhime salientou que a inspecção na Educação tem como objectivo avaliar os centros escolares, os serviços ligados ao ramo, informar a administração educativa sobre a realidade nas instituições de ensino e assessorar as questões técnicas e pedagógicas.
O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia disse que a inspecção controla a assiduidade dos alunos e professores, verifica as condições de segurança das instituições de ensino, acompanha o processo de avaliação dos docentes e discentes e confere os livros dos estabelecimentos escolares.
Miguel Kanhime sublinhou que a chave para o exercício efectivo da fiscalização e do controlo, dentro de um sistema democrático, é a construção de um vínculo de confiança com os membros da comunidade escolar, no qual os actores compreendem que a promoção da qualidade é uma responsabilidade compartilhada e um dever de todos os que se dedicam à tarefa educacional.

Tempo

Multimédia