Províncias

Instituições do Menongue recebem produtos diversos

Carlos Paulino |Menongue

A Associação dos Jovens Angolanos Provenientes da República da Zâmbia (AJAPRZ) doou, quinta-feira, em Menongue, Kuando-Kubango, bens diversos à escola primária Gabriel Matias, ao lar da terceira idade do Kavikiviki e ao centro de acolhimento Mbembwa.

Presidente da AJAPRZ, Bento Raimundo, ofereceu cadeiras de roda a pessoas portadoras de deficiências em Menongue
Fotografia: Nicolau Vasco

A Associação dos Jovens Angolanos Provenientes da República da Zâmbia (AJAPRZ) doou, quinta-feira, em Menongue, Kuando-Kubango, bens diversos à escola primária Gabriel Matias, ao lar da terceira idade do Kavikiviki e ao centro de acolhimento Mbembwa, afecto ao padre João Bosco.
Na escola primária Gabriel Matias, a AJAPRZ fez a entrega de material didáctico, motorizadas, geleiras, televisores e fogões a gás para apoiar os alunos e professores que mais se destacaram no ano lectivo.
No lar de terceira idade, os idosos foram contemplados com bens alimentares, cobertores, roupas usadas, muletas canadianas, utensílios de cozinha, banheiras, triciclos e cadeiras de rodas.
Ao centro de acolhimento Mbem­bwa, a referida Associação entregou, igualmente, bens alimentares, cobertores, material didáctico, cadeiras de roda, triciclos, bolas, geleiras, arca, caixas de bolachas, roupa usada, utensílios de cozinha e fogões a gás.
Em declarações à imprensa, o presidente da AJAPRZ, Bento Raimundo, garantiu que acções do género vão continuar, por forma a suprir algumas dificuldades que a população desta região enfrenta, com realce para os grupos vulneráveis, designadamente idosos, crianças carentes e em conflito com a Lei.
O vice-governador da província para a Organização e Serviços Técnicos, Simão Baptista, agradeceu, em nome do governo provincial, o gesto da AJAPRZ, e adiantou que os meios entregues vão minorar algumas dificuldades que estas instituições enfrentavam para com os seus assistidos.

Apoia à população do Mucusso

O presidente da Associação dos Jovens Angolanos Provenientes da Zâmbia disse, também, que a organização vai, proximamente, enviar bens de primeira necessidade à comuna de Mucusso, onde cerca de cinco mil populares enfrentam, faz tempo, carência de alimentos, motivada pela destruição das suas lavras por manadas de elefantes.
Por esta razão, Bento Raimundo assegurou que este é também um dos objectivos que motivou a sua deslocação ao Kuando-Kubango, para, junto das autoridades locais, acertar os detalhes da operação para se fazer chegar as mercadorias à localidade de Mucusso, uma vez que para se chegar ao local tem que se utilizar o território namibiano.
O vice-governador, Simão Baptista, garantiu ao presidente da Ajaprz que o executivo local vai, nos próximos dias, encetar contactos com as autoridades do Rundu, Namíbia, no sentido de autorizarem a utilização do aeroporto local, para permitir que as mercadorias cheguem o mais rápido possível à população carente.

Tempo

Multimédia