Províncias

Kuando-Kubango forma docentes

Carlos Paulino | Menongue

O Kuando-Kubango passou a ter mais 432 professores acabados de se formarem em biologia-química, matemática-física, geografia-História e educação primária.

O Kuando-Kubango passou a ter mais 432 professores acabados de se formarem em biologia-química, matemática-física, geografia-História e educação primária.
Os novos quadros formaram-se, em quatro anos, na escola do segundo ciclo de ensino secundário de formação de professores Mwene Vunongue.
No acto de encerramento do 13º curso, o coordenador da comissão de gestão da direcção provincial da Educação, Ciência e Tecnologia anunciou que já estão traçadas estratégias para os 432 professores começarem a leccionar no próximo ano lectivo.
Miguel Kanhime garantiu que logo que o Ministério da Educação anuncie a abertura do concurso público para a admissão de mais quadros, os novos professores são os primeiros a serem colocados sem terem de ser sujeitos a testes.
Os novos professores, frisou, devem estar isentos de testes por serem diplomados e terem tido formação integral. Miguel Kanhime pediu aos recém-formados que ajudem os colegas mais antigos a melhorarem os métodos de ensino e lembrou que os administradores municipais estão empenhados na criação de condições de instalação dos professores, para permitir a inserção de todas as crianças no sistema normal de ensino.
A escola Mwene Vunongue, desde a inauguração, em 1997, formou 1.230 professores de História/geografia, biologia/química, matemática/física e educação primária.

Tempo

Multimédia