Províncias

Lar para acolher idosos em construção nos arredores da cidade de Menongue

Nicolau Vasco | Menongue

Uma empresa de construção civil brasileira vai iniciar nos próximos dias a construção de um lar de terceira idade, na cidade de Menongue, província do Kuando-Kubango, para albergar um número considerável de idosos desprotegidos.

Governador do Kuando-Kubango Higino Carneiro procedeu à colocação do primeiro tijolo para a construção do lar para idosos em Menongue
Fotografia: Nicolau Vasco Menongue

Uma empresa de construção civil brasileira vai iniciar nos próximos dias a construção de um lar de terceira idade, na cidade de Menongue, província do Kuando-Kubango, para albergar um número considerável de idosos desprotegidos.
A  primeira pedra para a construção do referido lar, que terá refeitório, jangos, um posto de saúde e lavandaria, foi lançada pelo governador da província do Kuando-Kubango, Higino Carneiro.
Segundo o director das operações da empresa brasileira Zagop em Angola, Pedro Morgado, o futuro lar deve albergar mais de 100 idosos. “Neste momento estamos a determinar o número exacto de pessoas a beneficiar”, disse.  Para o governador Higino Carneiro, o lar vai promover a inclusão social dos idosos desamparados, que diariamente sofrem em consequência da falta de assistência dos seus parentes.
O governo do Kuando-Kubango vai elaborar e delinear um perfil de projectos sociais para reforçar as condições de vida da pessoa idosa e das crianças desfavorecidas.

Solidariedade com os idosos

Cerca de 100 idosos do lar da terceira Hoji-ya-Henda, em Menongue, participaram num almoço de confraternização promovido pela empresa Zagop, em parceira com o governo da província, no âmbito do Dia da Pessoa Idosa, assinalado na passada sexta-feira. Na ocasião, a esposa do governador da província do Kuando-Kubango, Ana Maria Isaac, ofereceu aos idosos diversos bens de primeira necessidade, como sabão, arroz, açúcar, fuba e roupa.
 Os deficientes físicos confinados no centro do Kavikiviki, na cidade de Menongue, também receberam produtos diversos de primeira ­necessidade, assim como vestuário e cadeiras de roda. Na província do Kuando-Kubango estão registados mais de 14.500 idosos, segundo a directora provincial do Ministério da Assistência e Reinserção Social, Modesta Ngueve.

Tempo

Multimédia