Províncias

Mavinga tem novas infra-estruturas de impacto social

Carlos Paulino | Mavinga

A inauguração de uma escola do primeiro ciclo do ensino secundário, com seis salas de aulas, e duas casas sociais, no município de Mavinga, a 400 quilómetros da cidade de Menongue, marcaram o ponto mais alto dos festejos do 35º aniversário da Independência.

Governador inaugurou os empreendimentos
Fotografia: Nicolau Vasco

A inauguração de uma escola do primeiro ciclo do ensino secundário, com seis salas de aulas, e duas casas sociais, no município de Mavinga, a 400 quilómetros da cidade de Menongue, marcaram o ponto mais alto dos festejos do 35º aniversário da Independência Nacional, na província do Kuando-Kubango.
O corte da fita das infra-estruturas coube ao governador da província, Eusébio de Brito Teixeira, e foi testemunhado pelo segundo secretário do comité provincial do MPLA, João Lineha, do administrador municipal de Mavinga, Francisco Cameia, e por membros do governo local.
A escola custou aos cofres do Estado 59 milhões de Kwanzas e vai permitir enquadrar no próximo ano lectivo mais de mil crianças, que se encontram ainda fora do sistema de ensino, ao passo que as duas casas, avaliadas em 27 milhões de Kwanzas, vão contribuir para atrair mais quadros para os sectores da Educação e Saúde.
Eusébio de Brito Teixeira garantiu que o seu executivo vai continuar a desenvolver esforços na construção e reabilitação de infra-estruturas sociais, escolas, postos de saúde, estradas, pontes, casas e sistemas de fornecimento de água potável e energia eléctrica, com vista ao melhoramento das condições de vida das populações. Por ocasião das comemorações dos 35 anos de Independência Nacional, na cidade de Menongue, foram igualmente inauguradas 27 casas da missão católica, um lar de terceira idade, um posto de saúde dos bombeiros, duas esquadras da Polícia Nacional, ao passo que no município de Mavinga o governo vai inaugurar, amanhã, uma unidade militar das Forças Armadas Angolanas (FAA), um posto médico e uma escola de duas salas de aulas.

Combate à pobreza

Durante o acto central provincial que juntou milhares de habitantes do município de Mavinga, o governador solicitou à população para se juntar aos esforços do governo que visam o combate à fome e à pobreza, que ainda assola muitas pessoas na região, através do aumento da produção agrícola.
O governador disse que vai continuar a apoiar as associações e cooperativas de camponeses com créditos agrícolas, sementes, fertilizantes, instrumentos de trabalho e gado bovino para uma agricultura virada para a auto-suficiência alimentar das populações. Brito
Teixeira pediu ainda à população para se empenhar nas tarefas de reconstrução e desenvolvimento da província do Kuando-Kubango, com vista a honrar os heróis que lutaram e tombaram pela conquista da Independência Nacional e integridade territorial.
“Pouco a pouco a província do Kuando-Kubango e o município de Mavinga, em particular, estão a sair dos escombros da guerra que assolou durante muito tempo o nosso país e vamos dando passos seguros para o desenvolvimento socioeconómico, para conferir aos habitantes uma maior dignidade”, disse o governador.
Eusébio de Brito Teixeira referiu ainda que o governo da província vai continuar com o processo de alojamento das populações dos municípios de Mavinga e Rivungo, para que as pessoas que se encontram ainda nas matas possam desfrutar dos bens e serviços que a paz está a proporcionar a todos os angolanos.

Tempo

Multimédia